Bugatti EB110 GT está à venda

Bugatti EB110 GT View Gallery 8 photos

Este exemplar foi produzido como um veículo de demonstração e acabou por ser vendido ao diretor-geral da marca francesa.

Hoje em dia, a Bugatti é uma amplamente reconhecida pelo público em geral graças aos recordes de velocidade que tem vindo a quebrar com o Veyron e o Chiron. Mas a verdade é que a marca francesa esteve praticamente extinta durante 35 anos. O responsável por ressuscitar o construtor de Molsheim foi um empreendedor italiano chamado Romano Artioli que, em 1987, comprou os direitos do emblema e decidiu produzir um novo veículo, o EB110.

Desenvolvido pelo engenheiro Paolo Stanzani, este exótico desportivo que partilha muitas semelhanças e componentes com o Lamborghini Countach, recebeu a designação EB110 em homenagem ao fundador da marca, Ettore Bugatti, e por celebrar o 110º aniversário do seu nascimento. Este automóvel em específico, é um dos 84 exemplares produzidos na versão GT (no total foram fabricadas 139 unidades) e foi inicialmente construído como um veículo de demonstração, mas acabou por ser vendido a estrear ao diretor-geral da Bugatti na altura, Jean-Marc Borel. O motor é um V12 de 3.5 litros com quatro turbos que debita 561 cv de potência e 610 Nm de binário, o que permite ao EB110 acelerar dos 0 aos 100 km/h em 3,4 segundos e atingir uma velocidade máxima de 343 km/h. A cor escolhida para este desportivo foi o cinzento metalizado e o interior foi revestido com couro em dois tons.

Se os “recordistas” de velocidade Veyron e Chiron existem é graças a este EB110 e à importância que desempenhou na história da Bugatti. Este exemplar percorreu apenas 11 mil quilómetros desde que saiu de fábrica e está agora à venda no site da Curated, uma empresa especializada em automoveis clássicos. Se está convencido em adquiri-lo, fique a saber que o preço está disponível apenas sob consulta.

Deixe uma resposta

*