Ford confirma regresso do Mustang Mach 1

Ford Mustang Mach 1 View Gallery 4 photos

Série especial promete ser o pináculo do estilo e comportamento do “pony car”, além de contar com o motor V8 5.0 a aproximar-se dos 500 cv.

A Ford anunciou o regresso do Mustang Mach 1 ainda este ano. Trata-se de uma série especial que promete a versão mais potente do motor V8 5.0 Ti-VCT naturalmente aspirado – o que significa que suplantará os 460 cv da anterior edição limitada Mustang Bullitt. Aliás, estima-se que esta nova derivação do desportivo possa chegar aos 500 cv. O Mustang Mach 1 pretende ocupar o espaço na gama entre o GT Performance e o Shelby GT350. Além de detalhes estéticos específicos, o novo derivativo do “pony car” promete melhorias ao nível do comportamento e precisão.

As primeiras imagens mostram o novo modelo ainda camuflado, mas é possível ver um para-choques de formato mais agressivo e duas entradas de ar circulares na grelha. Quer a grelha superior quer a inferior contam com um padrão favo de mel em alusão ao Mach 1 original (ver última imagem). Visto de trás, o modelo de testes surge com um spoiler de dimensões generosas e quatro ponteiras de escape acompanhadas de um difusor no para-choques traseiro. Uma imagem mais aproximada revela jantes de 19 polegadas em preto, pinças de travão da Brembo em vermelho e pneus 305/30 ZR19 Michelin Pilot Sport Cup 2.

O nome Mach 1 começou com uma edição especial do Mustang Fastback coupé em 1969, na primeira era dourada dos “muscle cars” norte-americanos. Mesmo nessa altura, o Mach 1 era um Mustang com melhor performance face ao GT e mais em conta face às variantes Shelby e Boss. Dois anos depois foi lançado um Mach 1 mais comprido e mais largo, munido de mais opções de motor e com uma suspensão herdada da competição. Em 1974, o Mach 1 foi reinventado sob a forma de um hatchback, tendo melhorado o comportamento sobretudo devido à inclusão de uma suspensão de competição opcional. Foi preciso esperar até 2003 para assistir ao regresso do Mach 1, com elementos visuais alusivos aos modelos históricos. A última vez que a icónica designação foi utilizada num Mustang traz travões de discos maiores da Brembo, melhor comportamento em estrada, spoiler traseiro e risca no capot em preto.

Deixe uma resposta

*