BMW Série 4 Coupé traz nova grelha e motores “mild hybrid”

BMW Serie 4 Coupé View Gallery 25 photos

Nova geração está maior e promete comportamento mais dinâmico.

A BMW apresentou a nova geração do Série 4 (G22), que chegará a Portugal em outubro. De modo a sublinhar a sua identidade face ao Série 3, com o qual partilha a plataforma, o Série 4 Coupé adota uma grelha de “duplo rim” sobredimensionada e com um padrão em “malha” até aqui reservado apenas para os modelos M. Os designers apostaram ainda em faróis em LED (incluídos de série, com opção de iluminação com tecnologia laser) ainda mais finos, procurando conferir ao 4 maior presença e largura. A grelha saliente surge rasgada na horizontal pela placa de matrícula, atrás da qual está posicionado um radar. Outro aspeto visual distintivo são as portas sem moldura e uma linha de cintura mais prolongada por cima das rodas traseiras. Os farolins traseiros em LED que formam a letra L surgem também num formato compacto, que em combinação com os arcos das rodas alargados conferem uma presença visual mais imponente quando visto de traseira. O Série 4 tem 4,77 metros de comprimento (o que faz dele 128 mm mais comprido face ao antecessor), tem 1,85 m de largura (mais 27 mm), 2,85 m de distância entre eixos (mais 41 mm) e 1,38 m de altura (mais 6 mm). Face ao Série 3, o 4 é 57 mm mais baixo, além de ter mais 18 mm de largura na via dianteira e mais 23 mm na traseira. As jantes de série são de 18 polegadas, havendo opção de 19”.

O habitáculo do Série 4 é praticamente decalcado do Série 3. Destaque para os bancos desportivos em couro com encostos de cabeça ajustáveis e volante desportivo, de série. A isso junta vidros acústicos para o para-brisas e ar condicionado automático de três zonas. O botão start & stop está agora posicionado na consola central à esquerda do punho da caixa. Os bancos traseiros igualmente revestidos de fábrica em couro podem rebater na proporção 40:20:40 através de botão na mala (que possui 440 litros de capacidade). No que toca aos sistemas de assistência à condução, o 4 dispõe de um aviso de colisão dianteira com travagem de emergência, aviso de saída de faixa com função ativa e limitador de velocidade, de série. As novidades incluem um sistema de assistência de marcha-atrás e a possibilidade de gravar sequências de vídeo até 40 segundos de imagens captadas em redor da viatura. Há ainda um HUD opcional 70% maior.

O Série 4 Coupé ganha uma afinação específica da suspensão. Exista em opção uma suspensão M Adaptive, que no modo Sport permite interferir na direção, amortecimento e resposta do acelerador. De modo a reforçar a rigidez do modelo, os engenheiros da casa de Munique integraram reforços adicionais no compartimento do motor e no eixo posterior. Comparado com o Série 3, o centro de gravidade do Série 4 é 21 mm mais baixo. A distribuição de peso entre eixos é de 50:50.

Quanto aos motores, o novo Série 4 surge no lançamento com as versões a gasolina 420i de 184 cv, 430i de 258 cv (ambos com base num 2.0) e M440i xDrive (com um motor 3.0 de seis cilindros com 374 cv e 500 Nm – a anunciar 0-100 km/h em 4,3 segundos), além dos Diesel 420d e 420d xDrive (2.0 de quatro cilindros de 190 cv). A atual versão de topo M440i xDrive e os Diesel surgem associados a um sistema híbrido de 48V, que permite recuperar energia na travagem, além de apoiar em aceleração com mais 11 cv. Em março do próximo ano chegará os Diesel 430d xDrive e M440d xDrive com um seis cilindros 3.0. Todos os motores surgem com uma caixa automática de oito velocidades Steptronica (havendo uma opção de caixa desportiva com uma nova função Sprint, que permite uma resposta mais instantânea).

Deixe uma resposta

*