Aston Martin Lagonda vai a leilão

Aston Martin Lagonda View Gallery 15 photos

Raro e um dos mais luxuosos do seu tempo, este exemplar de 1983 da berlina tem um motor V8 de 300 cv.

O nome Lagonda é dos mais indissociáveis da marca Aston Martin. A ponto de o construtor britânico criar uma submarca ainda mais luxuosa com esse nome histórico – sendo que a última vez que houve novidades relacionadas com um projeto da Lagonda foi o protótipo do SUV All-Terrain apresentado no Salão de Genebra de 2019. Mas o Aston Martin Lagonda original era uma berlina de luxo que esteve em produção entre 1974 e 1990. A Lagonda, por sua vez, era o nome de uma marca que a Aston Martin comprou em 1947.

Agora, a RM Sotheby’s vai leiloar um dos 645 exemplares produzidos do Lagonda – que foi um dos carros mais caros do mundo no seu tempo, só superado pelo Mercedes-Benz CLS. O Lagonda tinha expressivos 5,30 metros de comprimento e apenas 1,30 metros de altura – o mesmo que um Porsche 911. Além das suas proporções e vincos da carroçaria muito caraterísticos, o Lagonda vinha munido de tecnologia inovadora para a altura, nomeadamente comandos rotativos e deslizantes para operar o cruise control e luzes, assim como um sistema de som de alta fidelidade. A consola central de grandes dimensões tem indicadores da temperatura, níveis de pressão e de líquidos. Este conceito de instrumentação não teve sucessão pois, de acordo com a marca, o desenvolvimento da eletrónica obrigava a um enorme dispêndio de tempo e dinheiro, e o resultado final nem sempre tinha a fiabilidade desejada. O motor era um V8 5.4 de colocação longitudinal, responsável pelo acionamento das rodas traseiras através de uma caixa automática de três velocidades. Com 300 cv, o Lagonda era um dos carros mais rápidos da sua época anunciando 230 km/h.

O raro exemplar em questão foi produzido em 1983 e será leiloado online entre 14 e 21 de julho. A base de licitação não foi divulgada, embora a Classic Analytics especule que uma unidade em bom estado do Lagonda da segunda série como este poderá valer entre 52 e mais 70 mi euros. Como tal, este também não será nenhuma pechincha.

Deixe uma resposta

*