Lexus RC F convertido em mestre do “drift” com 1200 cv

Lexus RC F Drift Car View Gallery 8 photos

Para o efeito, o motor V8 atmosférico de fábrica foi substituído por um seis cilindros 2JZ de um Toyota Supra A80.

Ahmad Daham é um entusiasta do “drift” residente nos Emirados Árabes Unidos que deu que falar na edição do ano passado do Festival de Goodwood com o seu primeiro Lexus RC F, com 844 cv, preparado em 70 dias. Não satisfeito com isso, aventurou-se agora num segundo projeto com base no mesmo modelo da marca nipónica. Desta vez, começou a trabalhar em janeiro deste ano e agora já é possível o seu novo RC F de “drift” com 1200 cv. Um dos passos mais curiosos foi a substituição do motor V8 5.0 naturalmente aspirado com 467 cv de fábrica por um seis cilindros antigo. Mas não foi um seis cilindros qualquer, mas sim o seis cilindros em linha 3.0 biturbo 2JZ utilizado no Toyota Supra A80 – obviamente sujeito a modificações profundas. Entre as alterações, destaque para a inclusão de um turbo Garrett GTX3584, um intercooler com 8,9 cm, um sistema de comando de válvulas GSC, sistema de combustível com bomba tripla, sistema de cárter seco inspirado na competição, kit de óxido nitroso e alterações na ECU, entre outras coisas. Esta operação permitiu passar a extrair do coupé nipónico expressivos 1200 cv e 1461 Nm de binário máximo, sendo capaz de atingir 9000 rpm. A potência do motor é distribuída através de uma caixa sequencial de quatro velocidades, uma embraiagem de competição e um eixo de transmissão em fibra de carbono.

Como seria de esperar, o chassis também alvo de alterações profundas, nomeadamente com a inclusão de um novo diferencial traseiro, de novos discos de travão perfurados da Wilwood (“mordidos” por pinças de seis êmbolos à frente e de quatro no eixo posterior) e uma suspensão de tipo “coil-over” com três níveis de ajuste. A distribuição de peso é feita na proporção 47/53 e há um travão de mão hidráulico.

Daham (campeão de “drift” do Médio Oriente por cinco vezes) em colaboração com a Al-Futtaim Lexus, o distribuidor da marca japonesa nos EAU, dedicaram-se a remover o máximo de peso possível do RC F. Para começar, adotaram painéis em carbono-Kevlar construídos localmente, um kit aerodinâmico Rocket Bunny e despiram ao máximo o interior. Pouco mais sobrou que os bancos da Sparco, volante, tablier em fibra de carbono, pedais ajustáveis e jantes Rays Engineering. O resultado são apenas 1250 kg de peso, cerca de meia tonelada a menos face o RC F V8.

Deixe uma resposta

*