DeLorean DMC-12 regressa ao futuro

DeLorean DMC-12 by Angel Guerra View Gallery 42 photos

Ex-designer da Rimac imaginou o icónico carro transposto para os dias de hoje, sob a forma de um modelo elétrico e autónomo.

Apesar de ter sido pensado inicialmente em 1976 e produzido em 1981, foi apenas em 1985 que o DeLorean DMC-12 entrou para o “panteão” dos carros lendários após ter assumido um papel preponderante na história do primeiro filme da saga “Regresso ao Futuro”. Desde essa altura, este peculiar modelo vem sendo fonte de inspiração para vários designers. Um deles é Ángel Guerra, que tem no seu currículo colaborações, entre outras marcas, com os croatas da Rimac. O DMC-12 transformou a vida do espanhol ao ponto de se ter tornado designer de automóveis em 2008 precisamente por causa da cena do filme em que o carro a sai da camioneta.

O novo modelo gerado por computador tem 4,78 metros de comprimento, 2,05 m de largura, mantendo os 1,14 m de altura – o que faz dele 56 cm mais comprido e 18 cm mais largo face ao modelo original, com vista ao benefício do espaço interior. Contudo, Guerra manteve a típica carroçaria metalizada do coupé norte-americano, as jantes em forma de turbina, o óculo traseiro escondido por uma cortina e, claro, as portas com abertura asa de gaivota – tudo detalhes que confirmam tratar-se do DMC-12 que “viaja no tempo”. O dedo do designer nota-se nos faróis em LED que se prolongam por toda a frente do carro e pelos dois difusores gigantescos da traseira.

Ao contrário do modelo original, que contava com um motor PRV V6 de 130 cv (o mesmo do Peugeot 604 GTI), o novo DeLorean virtual encaixa um sistema elétrico formado por dois motores colocados no eixo posterior. Para tornar o carro ainda mais “vindo do futuro”, o novo DMC-12 vem equipado com um sistema de condução autónoma.

A verdade é que a febre do revivalismo parece que veio para durar na indústria automóvel e os rumores que dão conta do regresso à produção do DMC-12 vêm subsistindo há vários anos.

Deixe uma resposta

*