Nova base de elétricos Hyundai/Kia permite chegar a 600 cv

Hyundai Prophecy concept View Gallery 10 photos

A plataforma E-GMP permitirá que um modelo desportivo seja capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em menos de 3,5 segundos.

A Hyundai/Kia apresentou mais em pormenor a sua nova plataforma específica para modelos elétricos, a E-GMP (Electric-Global Modular Platform). A nova estrutura, que promete eficiência e performance, dará origem a uma nova geração de carros eletrificados, que permitirão até 600 cv de potência. Em concreto, estão previstas 23 novidades a lançar no decurso dos próximos cinco anos – entre eles, um “robotáxi” – das marcas Hyundai, Genesis, Kia e Ioniq (que terá estatuto de marca independente). Ao todo serão pelo menos 11 carros 100% elétricos, incluindo os novos Ioniq 5, 6 e 7. O primeiro carro a recorrer a esta estrutura será o Ioniq 5 no início de 2021 – estando previsto pouco tempo depois um modelo equivalente da Kia.

O segredo da nova base é a sua modularidade. A base tipo “skate”, dotada de uma estrutura única, que congrega as baterias, motor e suspensão, pode ser esticada de modo a dar origem a diferentes tipos de carroçaria entre berlinas, SUV e crossovers. A plataforma permitirá fazer modelos até 5 metros de comprimento. Na conceção das baterias, o fabricante sul-coreano optou por células tipo bolsa em vez do formato cilíndrico utilizado pela Tesla, de modo a reduzir a sua complexidade e otimizar o espaço. Apesar de ainda não confirmar a capacidade das baterias, a Hyundai avança que o objetivo é ter uma autonomia até 500 km (WLTP). A marca sublinha ainda que recorrerá a motores elétricos compactos (de fabrico próprio) com um formato exclusivo de bobines magnéticas, com o objetivo de serem o ultraeficientes. Cada motor será equipado com um inversor e transmissão construído pela Hyundai, permitindo configurações com um ou dois motores. Os modelos com um motor terão tração traseira e os de dois motores tração integral (com a possibilidade de deixar de enviar potência para as rodas dianteiras, de modo a aumentar a eficiência).

Apesar desta vertente virada para a eficiência, este conjunto poderá ser utilizado num modelo de caraterísticas desportivas. Isso será possível aumentando a velocidade geral do motor em 70% em comparação com os modelos atualmente disponíveis no mercado. Aliás, a Hyundai conta apresentar um protótipo mais focado na performance feito com base nesta base E-GMP, que alegadamente permitirá acelerações de 0 a 100 km/h em menos de 3,5 segundos e uma velocidade máxima próxima dos 260 km/h.

A Hyundai criou um sistema de multivoltagem único, que varia entre 400V e 800V, alternando as redes de carregamento entre 50 e 350 kW. Graças a isso será possível efetuar carregamentos rápidos de 0 a 80% da bateria em 18 minutos, segundo os cálculos da marca. Em cinco minutos de encosto à tomada será possível obter o equivalente a perto de 100 km de autonomia. Outra novidade é que a plataforma permite que as baterias do carro sejam bidirecionais funcionando caso seja necessário enviando a sua carga em 110V ou 220V, alimentando equipamentos elétricos ou até recarregando outros carros elétricos. Segundo a marca, será possível alimentar uma televisão de 55 polegadas e um sistema de ar condicionado por 24 horas.

Deixe uma resposta

*