Bentley equaciona trocar GT3 por Le Mans ou Fórmula E

Bentley Continental GT3

O departamento de competição do construtor inglês pretende ingressar num campeonato com carros híbridos ou elétricos.

Depois de competir em diversos campeonatos com o Continental GT3, a divisão desportiva da Bentley decidiu abandonar o programa oficial e já está a equacionar outras competições. Curiosamente, uma vez que o futuro do construtor britânico passará pela eletrificação, é presumível que os esforços sejam direcionados para provas em que existam modelos híbridos ou elétricos.

A situação foi confirmada pelo próprio responsável pelo desporto automóvel, Paul Williams, que aproveitou para mencionar o interesse em “quatro ou cinco categorias distintas que sejam sustentáveis”. Mesmo sem querer divulgar muitos detalhes, acabou por admitir que existem alguns campeonatos com circunstâncias propícias à entrada da marca com sede em Crewe. Entre eles está a Fórmula E, que terá a introdução de uma nova geração de monolugares em 2022, as novas categorias LM Hypercar ou LMDh, que participarão em Le Mans já a partir do próximo ano, a Extreme E como forma de promover o Bentayga ou até um possível campeonato elétrico de GTs que está a ser estudado pela FIA.

De relembrar que será a despedida do Bentley Continental GT3, um modelo estreado em 2013 no Festival de Goodwood que fez furor entre os amantes do desporto automovel aquando da sua apresentação. Ao longo dos últimos sete anos, correu no Intercontinental GT Challenge, no Blancpain GT Series Endurance Cup e noutros campeonatos de velocidade norte-americanos. Acabaria ser substituído em 2017 pela segunda geração que corre até aos dias de hoje.

Deixe uma resposta

*