Huayra R é o Pagani mais potente de sempre

Pagani Huayra R View Gallery 8 photos

Modelo exclusivo para pista vem munido de um motor V12 naturalmente aspirado com 850 cv.

Já passaram 10 anos que a Pagani apresentou o Huayra no Salão de Genebra. E para fechar o ciclo deste supercarro a marca italiana propõe o seu modelo mais extremo de sempre, o Hauyra R. Trata-se de um sucessor do Zonda R, apto apenas para circuito, munido de um motor V12 6.0 atmosférico, em alternativa ao V12 6.0 biturbo das outras versões do Huayra (de origem Mercedes-AMG). O conjunto motor/caixa foi desenvolvido em conjunto com os alemães da HWA – empresa responsável por construir carros de competição e componentes para a Mercedes-Benz, fundada Hans Werner Aufrecht, um dos criadores originais da AMG. Estamos perante um bloco que pesa 198 kg e que debita 850 cv (mais 10 cv do que a edição especial Tricolore) às 8250 rpm e 750 Nm de binário máximo entre as 5500 e as 8300 rpm, a operar em conjunto com uma caixa sequencial de seis velocidades “dog ring” (que pesa 80 kg) munida de uma embraiagem de três discos feitos de metais sintetizados (capaz de reduzir a fricção até 95%). O redline é atingido às 9000 rpm. A caixa e o motor foram montados diretamente no subchassis do carro (feito em cromo-molibdénio) de modo a melhorar a rigidez geral. A complementar o conjunto está um escape da Inconel, com quatro ponteiras em cerâmica, que o faz soar como um F1 antigo.

O bilugar de Modena de 1050 kg possui uma carroçaria totalmente feita em fibra de carbono e um chassis monocoque que combina elementos em carbono e titânio, o que possibilita um aumento da rigidez flexível em 51% e da rigidez torsional em 16%. O chassis integra também um arco de segurança, as bacquets e estruturas para absorver impactos. A suspensão de triângulos sobrepostos possui amortecimento ativo e a carroçaria em carbono permite gerar uma tonelada de “downforce” a 320 km/h, com uma repartição de peso na ordem dos 46/54. A relação peso/potência é de 810 cv/tonelada. A juntar a isso, o Huayra R conta com um trabalho aprimorado em termos de equilíbrio aerodinâmico. Com este modelo “track only” dedicado aos mais puristas que demorou mais de dois anos a ser desenvolvido Horacio Pagani quis recuperar a simplicidade dos modelos de Le Mans da década de 1960, como o Ford GT40, Ferrari P4 ou o Porsche 917. Este modelo ultrarrápido e de forma atléticas vem equipado com travões com afinação de competição, jantes ultraleves e pneus slick da Pirelli. Por dentro, realce para os cintos de segurança de seis apoios e revestimentos em nomex. O carro de competição possui sistemas de assistência à condução tais como o controlo de tração e o ABS.

O Huayra R é uma edição limitada a 30 unidades e o preço começa nos 2,6 milhões (antes de imposto). Cada exemplar será personalizado ao gosto do proprietário.

Deixe uma resposta

*