Singer DLS eleva Porsche 911 964 a outro nível

Porsche 911 DLS by Singer View Gallery 9 photos

A reinterpretação do desportivo tem carroçaria em fibra de carbono, aerodinâmica da Williams Advanced Engineering e um motor mais potente.

Quem gosta do Porsche 911, seguramente já ouviu falar do trabalho da Singer com algumas das versões mais clássicas. Feito com base no modelo da geração 964 (lançada em 1989), o mais recente “restomod” chama-se Design and Lightweight (DLS), começou a ser desenvolvido em 2018 na sequência de um desafio lançado pelo cliente Scott Blattner. A aceitação deste DLS foi tão grande que a Singer decidiu fazer uma série especial. Esta reinterpretação radical foi criada em colaboração com nomes como a Williams Advanced Engineering, Bosch, BBS Motorsport, Michelin, Brembo e Hewland, além de ter contado com o contributo do piloto Marino Franchitti e do jornalista Chris Harris no processo de desenvolvimento.

O primeiro exemplar do 911 DLS (na imagem a ser testado pelo chairman e fundador da Singer, Rob Dickinson) foi agora apresentado. Pintado na cor Oak Green metalizada, é complementado por jantes forjadas em magnésio em tons contrastantes com porca central da BBS. Os pneus Michelin Pilot Sport Cup 2, com um tamanho específico, foram desenvolvidos especialmente para este modelo. Esteticamente, realce para os arcos das rodas mais largos e para o spoiler no capot que ajuda o carro a estabilizar a velocidades mais elevadas. A Williams foi a responsável pelo capítulo aerodinâmico, em particular a asa traseira, onde surge essa asa “flutuante”, e uma nova secção inferior da carroçaria. O motor, por sua vez, foi concebido com recurso com ajuda do (já malogrado) engenheiro da Porsche, Hans Mezger. Em causa está um bloco 4.0 de seis cilindros boxer arrefecido a ar com 500 cv capaz de atingir mais de 9000 rpm. A suspensão é mais leve e possui vários níveis de ajustamento. A juntar a isso, o 911 DLS tem uma carroçaria totalmente feita em fibra de carbono e integra elementos em magnésio, titânio e outros materiais leves que permitem que pese 989 kg.

Apesar de todos estas evoluções, o 911 DLS procura manter-se o mais fiel possível ao 911 original, como é apanágio dos modelos da Singer. O 911 DLS by Singer será uma série limitada a 75 unidades, que serão produzidas nas instalações do preparador norte-americano em Bicester Heritage no Reino Unido. Esta série permite a personalização inúmeros aspetos do interior e do exterior, entre cores e revestimentos. O preço começa nos 1,5 milhões de euros.

Deixe uma resposta

*