Mercedes vai sair da Fórmula E no final da próxima época

Mercedes EQ confirmou saída da Fórmula E

Construtor quer concentra-se apenas na Fórmula 1. O regresso a Le Mans não é para já uma possibilidade.

A Mercedes-Benz EQ teve uma época de sonho na Fórmula E após a vitória individual, pela mão de Nyck de Vries, e por equipas. Agora, na sequência da especulação que começou logo após a referida conquista em Berlim no passado fim de semana, a marca alemã confirmou oficialmente que sairá da competição no final da época de 2021/22 – seguindo o mesmo caminho da Audi e da BMW, sendo que a Porsche será o único construtor alemão a manter-se na competição. Em comunicado, a marca de Estugarda diz que esta decisão permitirá concentrar-se a 100% na Fórmula 1 (onde tem vindo a dominar individualmente, com Lewis Hamilton, e coletivamente) e realocar o orçamento atualmente dedicado à equipa da Fórmula E, sensivelmente 30 milhões de euros por época, para o desenvolvimento de novos carros elétricos. Em 2022/23 entrarão em cena uma nova geração de carros da Fórmula E, mais leves e mais potentes.

Recorde-se que a Mercedes-Benz anunciou em julho que pretende tornar-se num emblema dedicado apenas a produzir carros elétricos no final desta década. Em 2025, a marca alemã irá começar a lançar uma nova geração de modelos “zero emissões” que evoluirão a partir de três plataformas específicas.

Entretanto, apesar da especulação, Markus Schäfer, o responsável de desenvolvimento da Mercedes-Benz, disse que a saída da Fórmula E não implica o regresso a Le Mans – para se juntar à Audi, Porsche e Ferrari na categoria de hipercarros.

Deixe uma resposta

*