Berlina elétrica chinesa Nio ET7 poderá ser feita na Europa

Nio ET7

Para o efeito, a marca norte-americana, que chegará ao mercado alemão em 2022, poderá recorrer à ajuda de um construtor do Velho Continente.

Ciente da importância do mercado europeu para a sua expansão, a Nio lançou-se na Noruega (o principal consumidor de carros elétricos em todo o continente) em julho, com o SUV ES8. A estratégia passa agora pelo lançamento da berlina ET7 que já foi confirmada para a Alemanha para o final de 2022. Para além disso, de modo a tornar a sua oferta mais competitiva, a Nio quer produzir os seus próprios carros na Europa. Como tal, a marca chinesa poderá recorrer à ajuda de um construtor europeu, segundo deixou claro o chairman da Nio, William Li, em entrevista ao Frankfurter Allgemeine Zeitung. Recorde-se que a Nio investiu recentemente na Lotus Technology.

O ET7 (na imagem), um potencial concorrente do Tesla Model S, anuncia uma autonomia máxima perto dos 1000 km (NEDC) para a sua versão com bateria maior com 150 kWh de capacidade e com uma dupla de motores a debitar 653 cv. Esta versão, que anuncia 0-100 km/h em 3,9 segundos, vem também equipada de série com um avançado sistema de condução autónoma NAD. A versão de acesso do ET7, com bateria de 70 kWh, começa nos 59 mil euros no mercado chinês.

Deixe uma resposta

*