Ford já ensaia novo Mustang

Foto espia do novo Ford Mustang híbrido

Sétima geração do “pony car” será lançada no início de 2023 com uma inédita versão híbrida.

O novo Ford Mustang encontra-se numa fase avançada do seu processo de desenvolvimento, pelo menos a julgar pelas fotos espia agora publicadas pela Carscoops. A sétima encarnação do “pony car” deverá começar a ser produzida no início do próximo ano.

O Mustang agora “apanhado” já é, ao que tudo indica, o modelo final, que deverá contar com os préstimos de um inédito sistema híbrido com base no conhecido V8 5.0 naturalmente aspirado Coyote, a operar em conjunto com uma dupla de motores elétricos. Atenção que a versão híbrida poderá não ser disponível logo no lançamento da nova geração. Outra novidade é que o Mustang deverá ser proposto em opção com um sistema com tração integral. Este sistema já foi, aliás, patenteado pela marca da Oval Azul em 2017, que contava com o V8 a enviar potência para o eixo posterior e os dois motores elétricos a ficarem responsáveis por acionarem as rodas dianteiras – seja de forma independente no modo EV ou em conjunto com o motor a gasolina em situações de condução mais dinâmica. De acordo com a patente, cada um dos motores acionaria a sua própria roda por via de uma caixa redutora, de modo a aumentar a aceleração e diminuir o deslizamento da roda. O objetivo deste Mustang “eletrificado” passa por reduzir as emissões de CO2, mas também visa aumentar a potência do conjunto, oferecer um modo de condução 100% elétrico, juntando uma melhor resposta a baixos regimes. Um porta-voz da Ford garantiu que o Mustang S650 continuará a fazer parte da gama europeia.

Apesar da camuflagem é visível que o novo coupé manterá a sua caraterística silhueta e formas musculadas, não sendo de esperar que revolucione um nome com 58 anos de história. Ainda assim, aparenta ter elementos visuais mais agressivos. Realce para os novos faróis em LED, assim como para a grelha mais destacada de formato hexagonal. Nota igualmente para as saias laterais pronunciadas, para as jantes de cinco raios e discos de travão de grandes dimensões. Na secção posterior o enfase recai na dupla ponteira de escape, no difusor e nuns farolins bipartidos com orientação vertical.

Deixe uma resposta

*