SUV elétrico Smart#1 promete até 440 km de autonomia

Smart #1

Primeiro modelo da nova era da Smart estreará ainda este ano.

A Smart apresentou o protótipo do seu novo SUV elétrico no ano passado no Salão de Munique. Pouco depois já foi possível ver parcialmente o aspeto final deste novo modelo através do registo das patentes. Agora foi revelado o nome do novo SUV do segmento B: #1, que será mostrado ainda este ano e que estará à venda no arranque de 2023. Aliás, os próximos modelos a lançar nesta nova vaga terão sempre o # antes de um número. Entretanto, a Smart aproveitou para publicar um conjunto de imagens do novo modelo, ainda camuflado, em estúdio e em testes na neve.

Comparativamente com concept original, o modelo de produção contará com uma nova frente com alterações do para-choques dianteiro, acrescentado umas entradas de ar laterais, e terá uma grelha reconfigurada, mais baixa e mais estreita, que contará a placa de matrícula e os sensores ficarão no meio. Os faróis aparentam ser mais estreitos e o capot também foi redesenhado. Como seria de esperar, o #1 definitivo contará com jantes mais pequenas face às de 21 polegadas, contará com capas dos espelhos maiores (integrados nas portas, de abertura convencional) e terá pilares B. A traseira acrescenta apenas na matrícula no para-choques e um spoiler. O #1 anuncia um coeficiente de resistência aerodinâmica de 0,29, graças à nova grelha ativa, às jantes específicas e puxadores das portas escamoteáveis.

O novo Smart SUV é feito com base na plataforma SEA fornecida pelos novos coproprietários da marca, a chinesa Geely. O modelo final terá cinco lugares (em vez dos quatro do protótipo) e cerca de 4,30 metros de comprimento – transformando-se no maior Smart de sempre. O #1 contará com um motor traseiro com sensivelmente 250 cv e uma bateria de iões de lítio com 70 kWh colocada no piso do carro, a possibilitar uma autonomia em torno dos 440 km. A bateria vem equipada com um novo sistema de gestão térmica que promete baixar os consumos. Este novo modelo permitirá efetuar carregamentos rápidos e a realização de atualizações de “software” over-the-air.

Deixe uma resposta

*