BMW vai produzir Mini elétrico na China

O Mini será produzido pela primeira vez na China através de uma joint venture com o construtor local Great Wall.

A BMW AG vai fazer Mini na China pela primeira vez. A joint venture (designada Spotlight Automotive) repartida 50/50 entre o grupo alemão e a chinesa Great Wall Motor prevê a construção de carros elétricos numa nova fábrica em Jiangsu. O grupo BMW vendeu 560 mil carros na China em 2017 (mais do a soma dos EUA e da Alemanha). A China é atualmente o quarto mercado da Mini, tendo vendido cerca de 35 mil unidades. A Mini já tinha anunciado a produção das novas versões elétricas em Oxford, no Reino Unido.

Hoje também a BMW anunciou uma parceria com a Baidu Inc. K3SD para o desenvolvimento de carros autónomos na China. O fabricante bávaro prevê ainda investir 4 mil milhões de euros na Contemporary Amperex Technology (CATL), uma empresa chinesa fabricante de baterias para carros elétricos. As baterias serão produzidas numa nova fábrica em Erfurt, na Alemanha, e na China.

Ontem mesmo a BMW apresentou ainda um plano para aumentar a sua produção na China, através de um acordo com a Brilliance Automotive Group Holdings. Esta decisão surge na sequência das imposições de novos impostos para a produção nos EUA. Na nova joint venture BMW Brilliance Automotive está previsto que sejam produzidos 520 mil carros/ano em duas fábricas. No âmbito deste acordo serão produzidos modelos só para o mercado local, incluindo os Série 1, 3 e 5, Série 2 Active Tourer, X1 e o X3. O novo modelo elétrico iX3 será feito na China para ser exportado em todo o mundo.

Deixe uma resposta

*