Crossover elétrico da Ford chega em 2020

Ford BEV Teaser

O modelo terá uma estética inspirada no Mustang e contará com uma autonomia a rondar os 500 km.

A Ford revelou a primeira imagem teaser do primeiro modelo elétrico de nova geração, que será desenvolvido pela recém-criada Team Edision (sediada em Detroit e especializada em modelo 100% elétricos). O novo modelo, um crossover (com nome de código CX430, mas que vem sendo apelidado de “Mach  1”), com lançamento agendado para 2020, terá elementos estéticos inspirados no Mustang e uma autonomia prevista a rondar os 500 km. A Ford quer lançar 16 modelos “eletrificados” (e alcançar um portefólio de 40 modelos) até 2022, estimando que o investimento se aproxime dos 9,5 mil milhões de euros.

Sabe-se também para já que o novo crossover elétrico da Ford não partilhará a nova plataforma de tração traseira com o próximo Mustang. Há ainda quem vaticine que o “Mach 1” será um tração dianteira (que partilhará a sua base C2 com o novo Focus) com a missão específica de substituir as berlinas e hatchback nos EUA, incluindo o Fiesta, Focus, Fusion (Mondeo) e o Taurus. Contudo, segundo informações vindas dos EUA, o cenário mais provável é que o novo modelo BEV da oval azul seja feito a partir de uma nova arquitetura específica para modelos “eletrificados”. O novo modelo contará com as baterias instaladas no piso do carro, tração às quatro rodas e Jim Farley, o “homem forte” da Ford na Europa descreve o “Mach 1” como tendo “uma silhueta elegante, zero emissões, quatro portas e a alma rebelde do Mustang”.

Estima-se que os únicos modelos da Ford à venda nos EUA a partir de 2020 sejam apenas o Mustang e o Focus Active, com o resto da oferta a ser composta por SUV e pick-ups. O objetivo é simplificar ao máximo reduzindo o número de plataformas globais de 11 para 5 (uma para modelos pequenos – como o Ka – destinados a mercados emergentes; a C2 dos compactos como o Focus; a dos SUV médios como o Explorer; a dos elétricos como o “Mach 1”; e das pick-up F-Series). Só por volta de 2020-2022 é que a Ford Europa decidirá se apostará num substituto para o Mondeo (uma vez que as vendas do segmento das berlinas do segmento D continuam a cair).

Deixe uma resposta

*