Motor rotativo Mazda está de regresso

O RX-8 foi o último Mazda a utilizar um motor rotativo

A tecnologia terá a função de extensor de autonomia em modelos elétricos.

A Mazda confirmou hoje no Salão de Paris, em França, que vai trazer de volta o motor rotativo. Contudo, ao contrário do que sucedia com desportivos como o RX-8 (na imagem), esta tecnologia terá a função de extensor de autonomia em novos modelos elétricos. O fabricante nipónico acrescentou que está trabalhar em dois modelos elétricos, ainda sem data de lançamento confirmada, que serão lançados com base na plataforma do próximo Mazda3 (que a autoDRIVE já conduziu em formato de protótipo na edição #1): um com motor rotativo pequeno, leve e quase silencioso, que tem a função de carregar a bateria; e outro a funcionar a gás natural liquefeito (GNC).

A Mazda já tinha apresentado em 2013 um protótipo de um elétrico com extensor de autonomia: o Mazda2 RE concept, dotado de motor rotativo de 0.33 litros capaz de providenciar 180 km de autonomia adicional ao motor a gasolina. Este esquema deverá chegar aos modelos de produção.

O fabricante aproveitou a ocasião para se comprometer que terá até 2030 toda a gama “eletrifcada”. Até 2050, o objetivo da Mazda é reduzir 90% das emissões de 2010.

Deixe uma resposta

*