Primeiro Seat faz 65 anos

O 1400 começou a ser produzido três anos após a fundação da Seat

A berlina de quatro portas 1400 tinha tração traseira e 44 cv.

A Seat está a comemorar os 65 anos do arranque da produção do seu primeiro de sempre, o 1400. A primeira unidade da berlina de quatro portas, com o número de chassis B-87.223, foi produzida na Zona Franca em Barcelona, precisamente a 13 de novembro de 1953. Na fábrica que inicialmente empregava 925 pessoas, a produção era feita a um ritmo de cinco carros por dia. O 1400 contava com praticamente 100% de componentes produzidos em Espanha.

O 1400 tinha motor 1.4 de quatro cilindros a gasolina de colocação dianteira longitudinal com 44 cv, associado a uma caixa manual de quatro velocidades, capaz de proporcionar uma velocidade máxima de 125 km/h. Com um depósito de 48 litros, anunciava um consumo de 10,5 l/100 km. A berlina tinha tração traseira e um eixo rígido dianteiro com um diferencial incorporado. O chassis contava um sistema evoluído para altura, com molas helicoidais no eixo posterior, molas estabilizadoras longitudinais e uma barra Panhard. Visualmente, a primeira criação da Seat remete para os modelos norte-americanos da época, sobretudo na traseira arredondada e com farolins de formato cónico. Destaque ainda para os para-brisas feitos a partir de uma peça única e para o sistema de aquecimento.

O Seat 1400 funcionou sobretudo como um modelo de utilização governativa e também como táxi. Em jeito de curiosidade, o modelo custava cerca de 117 mil pesetas, o equivalente a 705 euros. Da versão inicial do 1400 foram produzidas apenas 1345 unidades. Contudo, este modelo teve sucessão nos anos seguintes (o 1400 A em 1954, o 1400 B em 1956 e o 1400 C em 1960) e várias edições especiais. No final do seu ciclo, foram produzidas 98.978 unidades do Seat 1400.

Deixe uma resposta

*