Atualizado BMW Série 7 traz V8 mais potente

Renovado BMW Série 7 View Gallery 70 photos

A berlina de topo beneficia de nova tecnologia e estética inspirada no X7.

A BMW estreou o facelift do Série 7. A berlina de referência do emblema de Munique tem lançamento previsto para abril. A renovação traz uma linha visual mais formal e incide sobretudo no interior. Face ao modelo anterior, este facelift do Série 7 conta com mais 22 de comprimento, quer na versão normal quer na longa (que passam a ter 5120 mm e 5260 mm, respetivamente). Na dianteira é onde são mais visíveis os retoques estéticos, com a adoção de uma nova grelha cromada 40% maior face ao modelo precedente, ao estilo do novo SUV X7, um capot com novo formato, para-choques redesenhado e novos detalhes cromados nas entradas de ar. A frente é 50 mm mais alta. Os engenheiros alemães focaram-se no refinamento do interior do novo modelo, acrescentando vidros laterias 5,1 mm mais grossos, novas asas dianteiras que melhoram a circulação do ar e reduzem o efeito de arrasto. Foi também acrescentado material de isolamento sonoro nas cavas das rodas traseiras. Nota ainda para o novo grafismo dos farolins traseiros OLED, ligados por uma barra em LED, combinada com as luzes diurnas. No para-choques com novo formato surge também uma nova ponteira de escape cromada.

No interior, há uma melhoria ao nível dos materiais, segundo o fabricante, e novas funções de conetividade. Destaque a atualização da função de assistência ao estacionamento com assistente de marcha-atrás. Esta permite fazer em marcha-atrás até 50 metros percorridos anteriormente. O Série 7 continua a estar disponível com os mesmos motores Diesel e gasolina, além da versão híbrida Plug-in a gasolina. Dependendo do motor, pode ter tração traseira ou integral. A gasolina está disponível o 750i xDrive (tração integral) e respetiva versão longa 750Li xDrive, animados por um 4.4 V8 de 530 cv (mais 80 cv do que anteriormente). Acima deste está a versão de topo M760Li xDrive que mantem o V12 6.6 desenvolvido pela BMW M que passa a debitar 585 cv (menos 25 cv). Aida assim anuncia 0-100 km/h em 4,1 segundos (em vez de 3,7). A oferta Diesel é composta pelas versões 730d/730Ld/730d xDrive com um 3.0 de seis cilindros a debitar 265 cv. No 740Ld o motor passa a ter dois turbos e a potência sobe para os 320 cv. No topo das versões a gasóleo está o 750d xDrive e a sua versão longa com quatro turbos e 400 cv. A versão híbrida Plug-in 745e/745Le (ambas de tração traseira) e 745Le xDrive (tração integral) foi atualizada. Com base num 3.0 de seis cilindros a gasolina auxiliado por um motor elétrico debita um total de 394 cv, em modo Sport – em vez dos 326 cv do antecessor 740e iPerformance. Anuncia 0-100 km/h em 5,3 segundos. Este Plug-in conta com uma bateria de iões de lítio de 12 kWh que permite uma autonomia em modo elétrico até 58 km (mais 10 km do que antes). Anuncia consumos de 2,2 l/100 km e emissões de CO2 de 48 g/km.

O facelift do Série 7 traz de série a suspensão adaptativa com controlo eletrónico do amortecimento e molas pneumáticas em cada roda. Entre os opcionais, consta o sistema de quatro rodas direcionais.

Deixe uma resposta

*