Seat fará elétricos abaixo de 20.000€ no grupo VW

Formentor e el-Born encabeçam ofensiva "eletrificada" da Seat

Espanhóis vão desenvolver uma nova plataforma que permitirá lançar modelos até 4 metros de comprimento a partir de 2023.

A Seat anunciou que vai desenvolver em Espanha uma nova plataforma para veículos elétricos até 4 metros de comprimento, criando a partir modelos para todo o grupo Volkswagen. Aquela que será uma versão reduzida da plataforma modular do grupo VW, a MEB (que dará origem ainda este ano aos primeiros modelos da família I.D.), permitirá lançar para o mercado modelos 100% elétricos abaixo dos 20 mil euros, segundo a Seat. O primeiro Seat desta família será lançado em 2023, seguir-se-ão modelos de outras marcas do grupo, confirmou o CEO do conglomerado alemão, Herbert Diess. Devido ao seu tamanho mais reduzido e autonomia mais escassa face à família de base MEB convencional, estes novos modelos serão sobretudo para utilização urbana. Ainda não está decidido onde serão produzidos os novos modelos mas o CEO da Seat, Luca de Meo, assegurou que haverá mais de 300 engenheiros a trabalhar nestes novos elétricos de acesso à gama.

A marca de Martorell aproveitou a sua conferência anual para comunicar que apostará numa ofensiva de modelos elétricos e híbridos (na imagem, o híbrido Formentor e o elétrico el-Born – que anuncia autonomia até 420 km WLTP -, ainda em forma de protótipo). Ao todo serão seis modelos eletrificados a lançar no mercado até ao final de 2020. Dois deles serão 100% elétricos: o citadino Mii EV (feito com base no VW e-Up) em jeito de aperitivo para a nova vaga de modelos e o el-Born. E no espaço de dois anos quatro híbridos plug-in: versões do novo Leon e do Tarraco, mas também o Cupra Formentor (que será produzido em Martorell) e um novo modelo da marca desportiva feito a partir do próximo Leon.

Os responsáveis da Seat confirmaram ainda que vão apostar em soluções de micromobilidade, e o Minimó concept car e a tronite elétrica eXS KickScooter recentemente apresentados são prova disso mesmo.

Depois de anos de perdas financeiras, a Seat voltou a apresentar resultados positivos no ano 2018, com o lucro operacional a subir para os 254 milhões de euros (um recorde para a marca). As vendas cresceram 11% para as 517.600 unidades.

Deixe uma resposta

*