Mercedes-Benz estreia SUV compacto GLB

View Gallery 11 photos

Novo modelo, que encaixará entre o GLA e o GLC, tem opção de sete lugares.

A Mercedes-Benz apresentou o GLB, um novo SUV compacto que tem lançamento previsto para o final deste ano. Com um visual tipicamente “off-road”, este novo modelo que encaixará entre o GLA e o GLC tem opção de sete lugares e versões de tração integral. Tem 4634 mm de comprimento, 1834 mm de largura e 1658 mm de altura (1662 mm na versão para sete) – o que faz dele 21 mm mais comprido, 56 mm mais estreito e 20 mm mais alto que o GLC. A distância entre eixos de 2829 mm é 100 mm mais comprida que no Classe B. O novo modelo, concorrente do BMW X1 e do Audi Q3 possui a opção de bancos reclináveis em várias posições, numa proporção 40:20:40. Em opção, pode ser encomendado na proporção 60:40, com a possibilidade de movimentar cada um dos bancos da segunda fila longitudinalmente até 14 cm. Na última fila, segundo a marca, há espaço para ocupantes até 1,68 m. O GLB tem uma mala com 560 litros de capacidade na versão de cinco (mais 10 litros que o GLC e mais 115 que o Classe B). Caso opte pela segunda fila com bancos deslizantes é possível ganhar mais 179 litros de capacidade na mala.

A instrumentação é similar aos restantes compactos da marca de Estugarda construídos com base na mesma plataforma MFA II, nomeadamente o Classe A, B e CLA Coupé. A única alteração prende-se com a decoração da zona em frente ao passageiro da frente e os painéis interiores das portas. A instrumentação e o sistema de infotainment MBUX (com capacidade de reconhecer comandos vocais) têm ecrãs de 10,25 polegadas. A gama de motores oscila entre o Diesel OM 654 2.0 disponível nas versões GLB 200 d com 150 cv de tração dianteira (com opção de tração integral 4Matic) e o GLB 220 d com 190 cv e apenas disponível com 4Matic. Entre os gasolina há o GLB 200 com motor M282 1.3, desenvolvido em colaboração com a Renault, com 163 cv e que apenas pode ter tração integral, e o GLB 250 com motor M260 2.0 de 224 cv, sempre com tração integral. Todos os motores são de quatro cilindros turbo e com caixa de dupla embraiagem de oito velocidades (com exceção do gasolina de 163 cv que possui uma de dupla embraiagem de sete relações). Para 2020, estão previstas as versões AMG GLB 35 4Matic e GLB 45. Na calha está ainda uma versão híbrida de tração integral, com 50 km de modo elétrico, e uma versão 100% elétrica EQB para 2021.

O sistema 4Matic tem três configurações base: Eco, Comfort (com distribuição de binário de 80/20) e Sport (70/30). As versões 4×4 contam com o pack Off-Road Engineering, que inclui um modo Off-Road que permite uma distribuição 50/50 entre eixos e que afeta o funcionamento do ABS, um menu específico no infotainment para ver dados de inclinação lateral, ajuda em subidas (com velocidade ajustável entre 2 e 18 km/h) e uma função de iluminação especial para facilitar obstáculos fora de estrada em condução noturna abaixo dos 50 km/h, em combinação com os faróis de matrix LED. A gestão conjunta dos dados recolhidos entre câmara e radar dianteiro permitem detetar obstáculos até 500 m. No eixo dianteiro está uma suspensão com configuração MacPherson e atrás um sistema multibraços. Em opção, pode ser encomendada uma suspensão com amortecimento variável. O GLB será produzido no México.

Deixe uma resposta

*