Porsche revela 718 Cayman GT4 e 718 Spyder

Porsche 718 Cayman GT4 View Gallery 11 photos

Seis cilindros atmosférico está de regresso ao coupé e ao roadster, agora com 420 cv.

A Porsche desvendou as duas novas versões de topo da gama 718: o GT4 e o Spyder. O coupé e o roadster contam com um motor de seis cilindros boxer naturalmente aspirado 4.0 com 420 cv, são exclusivamente associados a uma caixa manual de seis velocidades e dispõem de um chassis configurado para pista. Estas novas variantes mais extremas da dupla 718, que representam as versões mais acessíveis aos GT da marca de Zuffenhausen, recorrem a tecnologia do motor 3.0 do novo 911 Carrera, da família de motores 9A2 Evo. Este motor da dupla 718 surge sem sobrealimentação e com cilindros maiores, conseguindo assim uma cilindrada superior. Apesar de ter as mesma quotas internas do anterior 911 GT3 geração 991, o motor destes 718 é de nova geração. Assim, o novo 718 Cayman GT4 (nas fotos em amarelo) recorre a um motor de 4.0 em vez de um 3.8 de cilindrada, debitando mais 35 cv face ao anterior. Já o novo 718 Spyder tem mais 45 cv que o antecessor. O novo propulsor de colocação central permite atingir até 8000 rpm e um binário máximo de 420 Nm entre as 5000 e as 6800 rpm. Estas caraterísticas refletem-se numa capacidade de acelerar de 0 a 100 km/h 4,4 segundos, com o Spyder a atingir uma velocidade máxima de 301 km/h e o GT4 de 304 km/h. O consumo anunciado é de 11 l/100 km e as emissões de CO2 de 249 km/h. Entre a tecnologia do novo motor destaque para o sistema de controlo adaptativo dos cilindros, que em situações de carga parcial do acelerador interrompe parcialmente a injeção de combustível numa das duas bancadas de cilindros, com vista uma redução dos consumos. Além disso, são utilizados injetores Piezo pela primeira vez e um sistema de admissão variável.

Do ponto de vista aerodinâmico, o GT4 melhorou a sua eficiência, sendo capaz de produzir mais 50% de downforce face ao antecessor, mantendo o mesmo nível de efeito de arrasto. A inclusão de um silenciador traseiro mais compacto abriu espaço físico para um difusor funcional que contribui para um aumento da downforce traseira em 30%. Já a asa traseira é 20% mais eficiente do que a anterior. Ao todo, o novo GT4 adiciona mais 12 kg de downforce aos 200 km/h. O soft-top 718 Spyder é aerodinamicamente menos eficiente. Contudo, o spoiler traseiro é acionado automaticamente aos 120 km/h, sendo o primeiro modelo da família Boxster a contar com um difusor traseiro e gerar downforce no eixo posterior. Em termos de chassis, é a primeira vez que o Spyder e o GT4 partilham as mesmas caraterísticas. As molas e os amortecedores em ambos os eixos possuem elementos inspirados nos modelos de competição, e o sistema de gestão ativa da suspensão é 30 mm mais baixo do que nas versões base. O sistema PSM foi afinado de modo ser menos intrusivo e há um sistema de vectorização de binário com diferencial mecânico traseiro. Ambos os modelos têm opção de travões carbocerâmicos e pinças em alumínio monobloco. O 718 Spyder recorre aos mesmos pneus específicos de alta performance Michelin do GT4. De acordo com a Porsche, o Cayman GT4 consegue ser dez segundos mais rápido face ao antecessor numa volta ao circuito de Nürburgring.

O GT4 conta com a opção de um pacote Clubsport, que acrescenta uma roll-bar em aço atrás do condutor, um extintor e cintos de segurança de seis apoios.

Esta nova dupla de modelos desportivos da Porsche já está disponível para encomenda. O 718 Cayman GT4 começa nos 135.730 euros e o 718 Spyder nos 132.778 euros.

Deixe uma resposta

*