Alpina descarta BMW de tração dianteira

BMW Série 1

Foco do preparador continuarão a ser berlinas, carrinhas e SUV de tração traseira.

A Alpina, um conhecido preparador que mantem uma colaboração com a marca de Munique há mais de 40 anos, diz que não tem interesse nos modelos de tração dianteira e motor de colocação transversal feitos com base na plataforma UKL da BMW, como o é caso do novo Série 1 (na imagem). Ouvido pela Motoring durante o lançamento da B5 Touring, o patrão do preparador diz que financeiramente não faz sentido apostar nesse tipo de preparações. “Gostamos de utilizar um motor em vários carros. Por exemplo, no passado utilizámos um V8 no Série 6, Série 5 e Série 7. Com os nossos Diesel temos os mesmos motores do X3 e no Série 5, e apenas um seis cilindros a gasolina para o Série 3 e para o Série 4”, justifica Andreas Bovensiepen. Os modelos UKL têm tração

Além disso, a Alpina quer continuar a trabalhar com o mesmo fornecedor de caixas de velocidades, a ZF, e não está disposto a mudar para a Aisin, que fornece os modelos FWD da BMW.

Como tal, o objetivo da Alpina a continuar a trabalhar com base em berlinas, carrinhas e SUV de tração traseira.

1 Comment

Deixe uma resposta

*