VW mostra renovado Tiguan

VW Tiguan facelift sketch

Facelift do SUV incluirá versões “mild hybrid” e plug-in, além de um inédito Tiguan R com 333 cv.

A Volkswagen divulgou o primeiro esquiço oficial do facelift do Tiguan, cujo lançamento está previsto para este verão. Esta será uma renovação substancial da gama da segunda geração do SUV compacto, que está no mercado desde 2016. Pela primeira amostra, o Tiguan parece mais moderno, aproximando-se da nova geração do Golf. O avental dianteiro foi redesenhado, assim como a grelha, os faróis em LED de série ganham um formato mais afilado e uma nova assinatura, surgindo “apoiados” por luzes de nevoeiro igualmente em LED (com a tecnologia IQ-Light a constar entre a lista de opcionais), com um visual alinhado com o pequeno familiar. A partir das fotos espia que foram sendo divulgadas na internet nas últimas semanas é possível perceber que o SUV terá uma traseira igualmente modificada, com um avental traseiro redesenhado, que lhe dá um aspeto mais rebaixado, e farolins em LED de série reconfigurados. Por dentro, é de esperar novas decorações e revestimentos, além de tecnologia de nova geração, com destaque para o novo sistema de infotainment MIB3, apoiado num ecrã central tátil de grandes dimensões – que implica uma redução significativa dos botões físicos a bordo, além de permitir atualizações “over the air” do software. A isso juntam-se sistemas de assistência à condução nomeadamente o sistema de condução autónoma de nova geração que permite circular em autoestrada sem intervenção do condutor até 130 km/h. Este facelift aplica-se igualmente à versão de sete lugares Tiguan Allspace.

Algumas das principais novidades surgem do lado dos motores. Da gama continuam a fazer parte o 1.5 TSI de 130 cv e o 2.0 TSI 220 cv, que continuará a ter a companhia do Diesel 2.0 TDI com versões de 150, 190 e 240 cv. Os reforços neste facelift são o 1.5 TSI “mild hybrid” de 150 cv e o híbrido plug-in GTE com 245 cv (provenientes do esforço conjunto de um motor a gasolina 1.4 turbo de quatro cilindros e de um motor elétrico, que por sua vez é alimentado por uma bateria de 13 kWh de capacidade). Este novo PHEV será apenas para a gama convencional do Tiguan, não estando prevista para a versão de sete lugares Allspace. Para 2021, está prevista a introdução de outra novidade absoluta para o topo da gama: um Tiguan R, que contará com o mesmo conjunto motopropulsor do próximo Golf R, com um 2.0 TSI de quatro cilindros turbo a debitar 333 cv, associado em exclusivo a uma caixa de dupla embraiagem DSG, além de oferecer tração integral.

Desde o seu lançamento já foram vendidas 6,18 milhões de unidades do Tiguan em todo o mundo. Só em 2019, foram comercializadas 910.926 unidades do SUV de base MQB atualmente disponível em mais de 80 países.

Deixe uma resposta

*