Ford Focus ST poderá tornar-se híbrido

Ford Focus ST

Geração atual do “hot hatch” deverá ser a última a utilizar um motor térmico convencional.

Depois de no mês passado ter confirmado que a gama atual Focus não terá uma versão RS devido às restrições de emissões de CO2 na Europa, a Ford revelou que o atual Focus ST (na imagem) poderá ser o último a ser animado em exclusivo por um motor de combustão interna. Ouvido pela imprensa australiana, o responsável da Ford Performance Europe, Stefan Muenzinger, admitiu que é inevitável que o próximo Focus ST se torne híbrido: “Na Europa, como é sabido, há constrangimentos legais significativos no que toca ao CO2. Os construtores são obrigados a honrar as metas de emissões (fixadas nos 95 g/km), o que nos coloca imensa pressão”. Como tal, o homem-forte da divisão de modelos desportivos da Oval Azul reconhece que uma passagem a um motor híbrido é uma forte hipótese a considerar – apesar de a nova geração estar ainda a cinco ou seis anos de distância.

Aproveitando a conversa com os jornalistas, Muenzinger colocou de parte a hipótese de o Focus ST atual pode vir a ter uma versão de tração integral – e desta forma assumir uma configuração igual ao antigo Focus RS, com o qual partilha a motorização 2.3 turbo.

Apesar de não se querer alongar muito sobre o tema, referindo-se ao Focus RS, o diretor da Ford Performance no Velho Continente disse claramente que, face ao quadro atual, “é difícil fazer um hot hatch convencional no segmento C na Europa com emissões acima dos 200 g/km, pois é algo que prejudica de forma evidente o cumprimento das normas. Neste momento estamos a avaliar o tema numa perspetiva global e o que faz mais sentido do ponto de vista financeiro”.

Quando questionado acerca da possibilidade do Fiesta ST seguir o mesmo caminho da “hibridização”, Muenzinger também deixou a hipótese em aberto.

Até 2022, a Ford prevê lançar 18 modelos “mild hybrid” e plug-in.

Deixe uma resposta

*