Mini prepara Cooper S híbrido plug-in

Mini híbrido plug-in

Novo modelo com 220 cv será lançado por ocasião do facelift do “hatch”.

A Mini apresentou há sensivelmente um ano o seu primeiro modelo elétrico, o três portas Cooper SE (feito com base na plataforma de tração traseira do BMW i3). Contudo, a “eletrificação” da gama promete não ficar por aqui – pelo menos a julgar pelo protótipo parcialmente camuflado que foi agora “apanhado”. Ao que tudo indica, o modelo que vê nas imagens antecipa uma futura versão Cooper S híbrido plug-in do Mini de cinco portas. A escassez de camuflagem na frente e na dianteira dá a entender que a apresentação do novo modelo estará para breve.

O autocolante com a sigla E-FZG no para-brisas identifica o protótipo como sendo um modelo híbrido com motor a combustão e assistência elétrica. Para este concorrente de propostas como o VW Golf GTE ou o Mercedes-Benz A250e, a Mini deverá optar por adotar o mesmo sistema propulsor utilizado no Countryman, composto por um motor 1.5 de três cilindros turbo a gasolina com 125 cv e um motor elétrico de 92 cv alimentado por uma bateria de 7,6 kWh, para um total de 220 cv. A autonomia elétrica do “hatch” deverá superar os 52 km prometidos pelo Countryman. Resta saber o Cooper S passará a ser exclusivamente híbrido ou se sobreviverá a versão a gasolina e se o híbrido plug-in será aposta também no formato de três portas.

No início do ano, a Autocar avançou que a BMW “congelou” (até 2023) o processo de desenvolvimento da próxima geração do Mini Hatch, devido à incerteza causada pelo Brexit, mas também pelos custos necessários para atualizar a fábrica de Oxford, no Reino Unido. É possível que o próximo Mini mude da atual plataforma UKL1 para uma nova base. Citado pelo Der Spiegel, o CEO da BMW, Manfred Schoch, deu a entender que a solução poderá passar por uma plataforma exclusiva para modelos elétricos. Uma solução desse tipo permitiria fazer modelos mais leves, baterias maiores e conceber interiores maiores. Recorde-se que os próximos iX3 e i4 será feitos com base na plataforma multienergia CLAR.

Deixe uma resposta

*