SUV elétrico Nissan Ariya anuncia até 500 km de autonomia

Nissan Ariya View Gallery 35 photos

Versão de topo Performance tem um motor por eixo e um total de 394 cv.

A Nissan mostrou hoje a versão de produção do seu SUV elétrico Ariya, que chegará ao mercado no final do ano. Este modelo que representa uma nova fase para marca nipónica tem 4595 mm de comprimento, 1850 mm de largura, 1660 mm de altura e 2775 mm de distância entre eixos. No mercado europeu estará disponível com duas opções de bateria (63 ou 87 kWh de capacidade), duas opções de tração (tração dianteira ou tração integral e-4ORCE, com um motor por eixo) e em cinco níveis de potência (218, 242, 279, 306 e 394 cv). A autonomia oscila entre os 360 e 500 km, dependendo da versão. A versão mais potente, a Performance, com tração integral, bateria de 87 kWh, 394 cv e 600 Nm, anuncia 0-100 km/h em 5,1 segundos e uma velocidade máxima de 200 km/h. A bateria, refrigerada a líquido, surge posicionada no piso do carro e entre os eixos, proporcionando uma distribuição de peso 50:50. Os Ariya com bateria de 63 kWh dispõem de um carregador de 7,4 kW e as com bateria de 87 kWh de um carregador de 22 kW. Em corrente contínua, ambas podem carregar a uma potência máxima de 130 kW. À disposição estão três modos de condução: Standard, Sport e Eco. Os modelos e-4ORCE acrescentam o modo Snow. Tal como sucede com o Leaf, o Ariya conta com um pedal de acelerador (denominado e-Pedal), que permite acelerar e travar. Nas versões 4×4, ambos os motores elétricos recuperam energia durante as desacelerações. A bagageira tem 468 litros de capacidade na versão 4×2 e 415 litros na versão 4×4. Dependendo da versão, o peso oscila entre 1,8 e 2,3 toneladas.

Em termos tecnológicos, o SUV elétrico (que em breve terá a concorrência do VW ID.4) integra a mais recente evolução do sistema de assistência à condução Propilot – que com o auxílio do sistema de permanência na faixa e cruise control, consegue garantir condução autónoma de nível 2 em autoestrada. Dada a sua integração com o sistema de navegação, possibilita ajustar de forma automática a velocidade em função das condições da estrada e reduzir a velocidade quando se aproxima uma curva apertada. Acrescenta também um sistema de estacionamento semiautomático, um sistema visão de 360 graus e um alerta de colisão dianteira e posterior. Dotado de conetividade 4G, o novo modelo permite atualizações “over the air”.

Num interior de aspeto minimalista, destaque para os dois ecrãs de 12,3 polegadas (para a instrumentação e infotainment) configuráveis, complementados por um HUD projetado no para-brisas. O punho da caixa possui um formato que se adapta à palma da mão e que desliza eletricamente através de uma calha (sendo possível memorizar a sua posição, tal como sucede com o volante e o banco do condutor). No centro do tablier há uma zona que se pode transformar numa zona de trabalho. Destaque ainda para o sistema de comandos por voz que responde à frase “Hey, Nissan” que permite controlar a climatização, navegação ou sistema de som, por exemplo. Graças à aplicação NissanConnect é possível controlar remotamente o estado da bateria, a climatização e programar a navegação. Quando se entra no carro, ligam-se as luzes dianteiras e traseira e o símbolo da Nissan fica iluminado por 20 LED.

O Ariya é o primeiro modelo da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi a ser construído com base na plataforma CMF-EV. Visualmente, segue a mesma linha do protótipo com o mesmo nome apresentado no Salão de Tóquio de 2019. O SUV dispõe de opção de jantes de 19 e 20 polegadas, além de uma suspensão multibraços no eixo posterior.

Deixe uma resposta

*