Renault 5 e 4L poderão regressar em novos carros elétricos

Render do Renault 4L

Marca francesa vai apresentar na próxima quinta-feira um plano de reestruturação.

Desde que assumiu funções à frente da Renault, no verão passado, que Luca de Meo promete que vai apresentar um plano de reestruturação do emblema francês chamado “Renaulution”. Isso vai acontecer na próxima quinta-feira, dia 14 de janeiro. Contudo, a Reuters avança que um dos projetos em cima da mesa será recuperação de nomes históricos da marca do losango, nomeadamente o Renault 5 e o 4L (na imagem um “render” gerado por computador), para atribuir a novos modelos 100% elétricos. Para já, ainda não há muitas informações acerca destes modelos, embora seja de esperar que tenham um aspeto neo-retro ao estilo do Fiat 500 e do Mini.

A dupla de novidades “zero emissões” poderá evoluir a partir da base utilizada pelo Zoe ou mesmo recorrer à nova plataforma modular CMF-EV da aliança que estreará no SUV Mégane eVision.

Recorde-se que o 4L foi lançado originalmente na década de 1960 e durante três décadas foram vendidas mais de oito milhões de unidades. Já o Renault 5 chegou em 1972 e foi substituído pelo Clio em 1996, com cerca de nove milhões de unidades comercializadas.

Do novo plano da Renault deverão ainda constar três modelos elétricos da submarca Alpine.

A contrastar com a aposta na eletrificação total, o plano proposto por De Meo deverá incluir o fim da linha para alguns modelos históricos, incluindo o monovolume Espace.

No ano passado, a Renault anunciou que pretende poupar 2 mil milhões de euros nos próximos três anos.

Deixe uma resposta

*