Jaguar vai retomar produção do C-Type

Jaguar C-Type View Gallery 26 photos

Sete décadas depois do sucesso em Le Mans, a marca britânica vai produzir uma série limitada de “continuação”.

As séries de clássicos de “continuação” nunca estiveram tão na berra como agora – tal como lhe damos a saber num artigo na edição #1 da autoDRIVE CLASSICS. Através do departamento Jaguar Classics, a marca britânica já tem vindo a apostar em várias séries especiais de “continuação” nomeadamente do Lightweight E-Type, XKSS e do D-Type. O exemplo mais recente é esta Continuation Series do C-Type, com a produção a ser retomada sete décadas após a vitória no Reim Grand Prix e nas 24 Horas de Le Mans, em 1951.

Como tem sido hábito nas restantes Continuation Series, a deste C-Type não é um restauro ou adaptação do modelo original, mas sim uma reprodução “road legal” o mais fiel possível do competidor que venceu Le Mans em 1953 (com Tony Rolt e Duncan Hamilton ao volante – de mais cinco desde então na mítica prova de resistência), que estará apta a efetuar corridas de clássicos aprovadas pela FIA – uma vez que pode vir equipado, em opção, com cinto de segurança de competição e com arco de segurança. O C-Type foi também um marco por ter popularizado o uso de discos de travão quer em estrada quer na competição.

Durante o ano de 2021 serão construídos apenas oito exemplares, que retoma a série original que foi restrita a 53 unidades (43 deles de estrada). Todos os novos C-Type serão feitos através de um processo artesanal em Coventry (no Reino Unido), recorrendo a um motor original 3.4 de seis cilindros em linha com três carburadores Weber 40DCO3 a debitar 220 cv. Espera-se que o preço de cada unidade se situe na casa dos sete dígitos. Já está online um configurador 3D para poder ver qual é entre as 12 cores disponíveis a que melhor assenta ao carro. Além disso, é possível acrescentar logótipos e decorações adicionais.

Deixe uma resposta

*