Primeiro Lamborghini Countach foi apresentado há 50 anos

Lamborghini Countach LP500 View Gallery 16 photos

Protótipo LP 500 desenhado por Marcello Gandini estreou a configuração de motor V12 central traseiro de colocação longitudinal.

Foi há precisamente há meio século que pelas 10 da manhã a Lamborghini estreou no stand do carroçador Carrozzeria Bertone no Salão de Genebra, na Suíça, o protótipo de um dos seus modelos mais emblemáticos, o Countach. No stand da Lamborghini estava a ser mostrado há mesma hora outro modelo igualmente histórico, o Miura P400 SV. Mas na verdade o protótipo amarelo brilhante do LP 500 veio provocar ondas de choque no mundo automóvel e tal foi o seu sucesso no certame que obrigou a marca de Sant’Ágata Bolognese a evoluir o “show car” para satisfazer para satisfazer o significativo número de pedidos que recebeu.

O responsável pelo icónico protótipo foi Marcello Gandini, o diretor de design da Bertone, que se decidiu pela utilização de portas com abertura em tesoura – uma caraterística que a partir daí adotariam todos os modelos da Lamborghini com motor V12. É preciso ressalvar que, apesar de não parecer à primeira vista, o protótipo que agora comemora 50 anos é significativamente diferente dos modelos de produção. Tudo começa na estrutura em folha de aço em vez um chassis tubular, mas também no motor central traseiro de colocação longitunal V12 único com 4971 cc com uma potência anunciada de 446 cv, que contava com entradas de ar com forma de guelras de tubarão e instrumentação eletrónica. Além disso, as óticas tinham um formato diferente.

O projeto Countach (conhecido internamente pelo nome LP112) seria materializado pelo engenheiro Paolo Stanzani. A versão de produção Countach LP 400 só seria lançada em 1974.

O exemplar único do LP 500 foi utilizado pelo piloto de testes Bob Wallace em ensaios de estrada. O primeiro Countach viria a encaixar um mais fiável motor V12 4.0 com 375 cv nesse ciclo de testes, mas a sua “vida” acabou quando a marca italiana o utilizou para os “crash tests” obrigatórios para a homologação do modelo de produção. Depois disso foi destruído. O Countach esteve em produção até 1990 – tendo sido produzidas 1999 unidades.

O nome Countach, segundo Gandini, deriva de uma expressão de admiração na língua piemontesa – falada na região de Itália de onde era originária maioria dos funcionários que colaboraram na produção do protótipo.

Deixe uma resposta

*