Mercedes EQT antecipa “irmão” do Renault Kangoo elétrico

Mercedes Vision EQT

Protótipo abre também caminho ao Classe T, que terá versões a gasolina e Diesel.

A Mercedes-Benz revelou o Vision EQT, um protótipo que antecipa uma futura versão elétrica de passageiros do novo furgão Classe T. Esse novo Classe T chegará à produção já em 2022 com opções a gasolina e Diesel. A dupla Classe T e EQT será produzida juntamente com os Renault Kangoo e Kangoo E-Tech Electric (feitos com base na mesma plataforma CMF-B) em Maubeuge, em França. O Classe T terá uma versão comercial que manterá o novo Citan, que por sua vez também terá opção “zero emissões”.

O furgão da Mercedes-Benz (que se posiciona abaixo da Classe V) apresenta apontamentos estéticos diferentes na dianteira e na traseira. O protótipo promete uma abordagem mais premium face ao “irmão” francês. O modelo de passageiros compacto tem 4945 mm de comprimento (mais 50 cm que o novo Kangoo), 1863 mm de largura e 1826 mm de altura e vem equipado com três filas de bancos (sendo que a última fila pode rebater ou ser removida, de modo a aumentar a capacidade da bagageira). O concept surge com uma grelha dianteira fechada em preto Black Panel, farolins traseiros ligados por um filamento luminoso, a que se juntam apontamentos em azul na grelha dianteira, nas jantes de 21 polegadas e no teto panorâmico.

Por dentro, o protótipo mostra praticamente o aspeto do modelo de produção, que a juntar às típicas saídas de ventilação em forma de turbina, vem com um ecrã central tátil no topo do tablier, embora com instrumentação analógica. Os detalhes em azul e os revestimentos em couro conferem-lhe, no entanto, um aspeto mais premium. A segunda fila de bancos é composta por assentos individuais, prometendo conseguir encaixar três cadeirinhas de criança. O acesso ao interior é feito através de duas portas laterais deslizantes. Entre os sistemas de segurança, destaque para a travagem automática de emergência, assistente de saída de faixa, assistente de ventos cruzados, sistema de estabilidade em reboque e cruise control adaptativo com assistente de tráfego.

A Mercedes-Benz ainda não confirmou, mas ao que tudo indica, o EQT virá munido do mesmo conjunto motor/bateria do Kangoo formado por um motor elétrico de 75 kW/102 cv e 245 Nm, com uma autonomia para percorrer 265 km (WLTP) quando a bateria de 44 kWh de capacidade estiver carregada na totalidade. As versões de produção do Classe T e do EQT serão reveladas ainda este ano. Já o Classe T deverá replicar a gama de motores do Kangoo, com destaque para o 1.5 turbodiesel com variantes de 75 a 116 cv.

 

Deixe uma resposta

*