Hipercarro Czinger 21C impressiona pelas prestações

Czinger 21C

Versão de produção do híbrido norte-americano de 1350 cv promete 452 km/h de velocidade máxima.

Em 2020, a californiana Czinger apresentou o hipercarro 21C ainda em formato protótipo, prometendo números impressionantes. Agora é a vez de ser revelada a versão de produção, que será limitada a 80 unidades. O preço começa nos 1,8 milhões de euros. O sistema propulsor compacto é formado por um motor V8 2.9 biturbo de cambota plana construído pela própria marca norte-americana e por uma dupla de motores elétricos posicionados no eixo dianteiro (um por roda – o que permite vectorização de binário), para um débito de 919 kW/1250 cv (com opção de 1006 kW/1350 cv) no eixo traseiro através de uma caixa automatizada de sete velocidades. O motor a gasolina promete ser o de maior densidade energética do mundo, com um “red line” às 11.000 rpm, sendo capaz de funcionar com vários tipos de combustível (incluindo metanol reciclado de carbono e outros combustíveis “verdes” – o que lhe permite operar em modo “zero emissões”).

Este modelo “born in USA” munido de um sistema elétrico de 800V e de um sistema de travagem regenerativa anuncia 0-100 km/h em 1,9 segundos. Com 1240 kg, o Czinger 21C é capaz de chegar aos 300 km/h em 13,8 segundos e aos 400 km/h em 21,3 segundos. O hipercarro, que é grande parte construído através de componentes impressos em 3D, é capaz de atingir uma velocidade máxima de 452 km/h (batendo os 412 km/h do Rimac Nevera). O 21C atinge uma “downforce” de 2500 kg a 322 km/h, o que na teoria permite que o 21C possa viajar “colado” ao teto de um túnel à sua velocidade máxima.

O interior do hipercarro tem uma configuração original, com o banco do “pendura” posicionado atrás do condutor. Na calha está uma versão para pista, ainda mais leve.

Deixe uma resposta

*