Primeiro hipercarro indiano tem mais de 1000 cv

Mean Metal Azani

Mean Metal Azani é um modelo elétrico ainda à procura de investidores.

Fundada e dirigida pelo empreendedor Sarthak Paul, a Mean Metal Motors é uma start-up que acaba de anunciar o seu primeiro projeto, o Azani. Aquele que pretende ser o primeiro hipercarro feito na Índia é 100% elétrico e promete revolucionar o mercado dos desportivos. A inovação passa pela produção de componentes modulares e ao recurso a microfábricas, com a inteligência artificial a desempenhar um papel importante. Este método possibilitará reduzir os custos de produção em cerca de quatro vezes face aos convencionais. A marca fala ainda de uma arquitetura tipo skate, equipada com vários componentes leve, além de painéis da carroçaria baratos.

Oriundo de Bangalore, o Azani tem números promissores, apesar de se tratar de um projeto ainda virtual, à espera de captar investimento. A começar pela carroçaria de formato aerodinâmico que lhe permite um coeficiente de 0,26. Este hipercarro possui uma estrutura em alumínio com célula do passageiro em carbono. O conjunto propulsor elétrico debitará 1014 cv e 1000 Nm. Este é alimentado por uma bateria de 120 kWh. Com tudo isto, o Azani anuncia 0-96 km/h em 2,1 segundos, uma velocidade máxima de 354 km/h e uma autonomia até 523 km. Dinamicamente, os indianos prometem acelerações laterais até 2 G. O hipercarro virá equipado com uma suspensão de triângulos sobrepostos, amortecedores adaptativos e um sistema de vectorização de binário. A direção será eletricamente assistida. Para suster o ímpeto desta máquina estarão discos de travão ventilados carbocerâmicos.

Em termos de tecnologia, está previsto um sistema de assistência no ângulo-morto, travagem de emergência, assistente anticolisão, cruise control adaptativo e assistente de mudança de faixa. A Mean Metal Motors vai recorrer um sistema avançado de telemetria, a um sistema de realidade aumentada e bancos Morphing Seats. Será ainda possível fazer atualizações de software “over the air”.

Deixe uma resposta

*