Renault Clio 6 elétrico poderá ser assim

Renault Clio 6 BEV render

Três estudantes, supervisionados pela marca francesa, exploraram qual poderá ser o design do utilitário convertido num modelo de “zero emissões”.

O plano de eletrificação da Renault prevê recuperar alguns nomes do passado, mas também passa por manter alguns dos pilares da gama atual – tal como já se percebeu pelo MéganE, um SUV 100% elétrico que será apresentado em setembro. Assim, no segmento B estão confirmados os regressos do Renault 5 e do 4L totalmente elétricos, ficando o Zoe pelo caminho. Estas duas novidades coexistirão com o Clio V, cuja geração atual foi lançada em 2019, tendo uma gama formada por opções a gasolina e híbridas. Independentemente disso, é natural que se comece a equacionar qual será o futuro do Clio para a sexta geração, que em 2026 poderá converter-se num modelo 100% elétrico.

Como tal, foi criado o projeto Clio 6 subsidiado pelo Renault Design Center, que recorreu a criativos independentes da Strate School of Design para projetar como poderia ser este Clio VI BEV. A equipa composta por Titouan Lemarchand, Guillaume Mazerolle e César Barreu, orientada por Marco Brunoni, que trabalha como responsável pelo design de exteriores da marca francesa, realizou um conjunto de “renders” digitais dando ao Clio um gostinho futurista. Estes desenhos, resultado de quatro meses de trabalho da equipa, caraterizam-se por jantes sobredimensionadas, muitas superfícies vidradas (incluindo as portas), linhas agressivas e vãos curtos. Este protótipo virtual equipado com dois motores (um por eixo) enverga uma assinatura visual com LED de efeito 3D dispostos na horizontal e na vertical ao estilo do Mégane eVision Concept de 2020. Atrás, o aspeto dos farolins remete para os do R5 Turbo com um difusor de grandes dimensões e um spoiler duplo transparente. A distância entre eixos generosa dá a entender que as baterias estão posicionadas no piso do carro.

O interior com espaço para quatro ocupantes, possui bancos de aspeto futurista. O painel de instrumentos tem uma moldura em madeira e a consola central de efeito flutuante remete para outros modelos da Renault. Os botões físicos são quase inexistentes. Atrás dos passageiros, há uma bagageira com várias partições.

Deixe uma resposta

*