Inédito Corvette híbrido terá 650 cv

Chevrolet Corvette E-Ray

Modelo de tração integral E-Ray está previsto para 2023.

A Chevrolet está a trabalhar em novas versões do Corvette C8, que foi introduzida no mercado no início de 2020. E quase ao mesmo tempo em que está a ser desenvolvido o “extremo” Z06, foi “apanhado” o E-Ray, uma inédita variante híbrida (sendo que para já ainda não se sabe se será um híbrido normal ou um plug-in). Os engenheiros da General Motors foram fotografados a testar na zona do Michigan (nos EUA) um protótipo do novo Corvette híbrido juntamente com o Acura NSX, outro supercarro híbrido.

Não satisfeita de ter quebrado com uma tradição de oito anos de Corvette com motor de colocação dianteira, tendo preferido apostar desta vez numa configuração de motor central, a marca norte-americana decidiu ir mais longe propondo uma versão híbrida cujo lançamento está previsto para 2023. Segundo a Muscle Cars and Trucks, o E-Ray (nome registado há alguns meses) terá um sistema propulsor composto por um V8 6.2 LT2 a enviar 495 cv para as rodas traseiras e funcionar em conjunto com dois motores elétricos responsáveis pelo movimento das rodas dianteiras e outro com função de “e-booster” posicionado entre o motor a gasolina e a caixa de dupla embraiagem da Tremec. Este híbrido de tração integral (uma novidade absoluta na gama Corvette) debitará ao todo cerca de 650 cv. Em modo elétrico será capaz de rolar até 60 km/h, como um modelo de tração dianteira. Estas caraterísticas deverão permitir acelerações de 0 a 100 km/h em cerca de 2 segundos. Para já, ainda não é certo onde estarão colocadas as baterias – embora a hipótese de ficarem no compartimento de arrumação dianteiro seja a mais lógica.

Uma coisa é certa: o E-Ray será o substituto do Grand Sport e posicionar-se-á na gama logo abaixo do Z06. Aliás, o híbrido adotará a mesma carroçaria “widebody” e o mesmo avental dianteiro da versão de topo. As principais diferenças consistirão na ausência de spoiler traseiro. Além disso, existirão jantes especiais aerodinâmicas. O E-Ray custará pouco mais de 85 mil euros nos EUA. O seu lançamento está previsto noutros mercados, uma vez que estão a ser testadas versões com volante à direita.

Deixe uma resposta

*