Nissan Ariya chega no próximo verão

Nissan Ariya

Pré-encomendas do SUV elétrico abrirão em janeiro. Preço de acesso rondará os 40 mil euros.

A Nissan apresentou em solo nacional o Ariya, um novo SUV elétrico cujo período de pré-vendas arrancará em janeiro num site específico. As primeiras unidades têm chegada prevista para junho do próximo ano.

Fomos a Vila Nova de Gaia conhecer ao vivo o novo Ariya, antes da sua apresentação ao público no Salão Automóvel de Híbridos e Elétricos que se realiza este fim de semana no Porto. Por fora, apesar de se tratar ainda de um pré-série, pudemos constatar que o Ariya tem um aspeto futurista, embora minimalista, e uma linha de tejadilho de formato coupé ajuda a torna-lo mais desportivo. O símbolo da marca na grelha fechada na dianteira é retroiluminado, embora não se saiba para já se essa solução passará à produção. A cor exterior bronze e a assinatura luminosa contribuem para um aspeto mais tecnológico. Debaixo do capot dianteiro encontra-se o motor elétrico. A bagageira tem um piso duplo com espaço para arrumação dos cabos de carregamento. O ambiente hi-tech e de tipo lounge continua no interior, com destaque para a dupla de ecrãs dispostos na horizontal, para a consola central deslizante e para o espaço desafogado a bordo. Nota ainda para a nova chave inteligente que funciona por aproximação, para os botões de “feedback” háptico iluminados e para o sistema Pro-Pilot com Navilink.

Segundo a Nissan, Portugal é o quarto país europeu que, nesta fase, tem mostrado mais interesse relativamente ao Ariya – só atrás da Noruega, Reino Unido e Alemanha. O SUV elétrico do segmento C que será produzido no Japão deverá ter um preço de acesso no nosso mercado a rondar os 40 mil euros. Segundo a marca nipónica, os principais concorrentes do Ariya será a dupla sul-coreana Kia EV6 e Hyundai Ioniq 5. A gama do Ariya será composta por quatro opções de motores. A versão base terá 218 cv, bateria de 63 kWh e autonomia para 360 km. Segue-se outra versão de tração dianteira com 242 cv, bateria de 87 kWh e 500 km de autonomia. As duas versões de topo têm tração integral E-4orce (uma tecnologia que permite a vectorização de binário em cada roda), com um motor por eixo. A primeira tem 306 cv, bateria de 87 kWh e 400 km de autonomia. A outra, a opção de topo, será um modelo chamado E-4orce Performance com 394 cv, bateria de 87 kWh e 400 km de autonomia, anunciando 0-100 km/h em 5,1 segundos e uma velocidade máxima de 200 km/h. Além das soluções de carregamento a 2,3 kW, 7,4 kW e 22 kW, as baterias refrigeradas a líquido do Ariya estão preparadas para receber cargas rápidas até 130 kW. Nesse patamar é possível obter o equivalente a 300 km de alcance em 30 minutos.

O verão de 2022 será prolífero em termos de lançamentos para a marca nipónica. A juntar ao Ariya, está prevista a chegada da versão “full hybrid” com tecnologia E-Power do novo Qashqai. Para essa altura está também agendada a vinda para Portugal da nova geração do X-Trail, também com uma versão E-Power, além de um novo SUV elétrico do segmento B que será produzido em Sunderland (no Reino Unido) – que poderá ser o substituto do Leaf.

Deixe uma resposta

*