Novo Ford Mondeo mostrado na China

Ford Mondeo China

Berlina não está prevista para o mercado europeu.

A Ford vai retirar do catálogo o Mondeo em março de 2022. E apesar de a marca já ter mostrado uma espécie de sucessor chamado Evos este não deverá ser aposta na Europa. Contudo, o nome Mondeo vai continuar num novo modelo cujas primeiras imagens acabam de ser mostradas na China.

Revelado através do site do ministério da indústria e tecnologia chinês, o quinto Mondeo mantem o formato de berlina tradicional. Este modelo de três volumes (conhecido pelo nome de código CD542) será lançado na China no segundo trimestre do próximo ano e feito através da joint-venture com a empresa local Changan em Chongqing. Visualmente, as ligações com o novo Evos (também, para já, exclusivo para o mercado chinês) são evidentes. O modelo nas imagens, com selo desportivo ST-Line, possui uma grelha de formato octogonal, faróis afilados em LED ligados por uma linha na extremidade do capot, luzes diurnas separadas e entradas de ar na parte inferior do para-choques dianteiro. O novo familiar possui ainda um capot ondulado, arcos das rodas de grandes dimensões para albergar jantes até 19 polegadas, puxadores das portas escamoteáveis e uma linha de tejadilho de estilo coupé. Na traseira, realce para os farolins inspirados nos do Mustang, igualmente unidos por uma barra luminosa, e um para-choques com um difusor integrado. O novo Mondeo tem 4935 mm de comprimento, 1875 mm de largura e 1500 mm de altura, o que significa que é 63 mm mais comprido, 23 mm mais largo e 19 mm mais alto que o antecessor (produzido em Valência, Espanha). A distância entre eixos é de 2954 mm, mais 104 mm do que antes.

Por dentro, é quase tudo igual ao Evos, com destaque para o ecrã com 1,1 metros de largura que comporta o painel de instrumentos digital de 12,3 polegadas e um ecrã central tátil de 27 polegadas que projeta o novo Sync+ 2.0 com software oriundo da Baidu, que inclui um assistente virtual, capacidade para atualizações “over the air”, funções de condução autónoma de nível 2 e tecnologia Car-to-X. O novo Mondeo é feito com base na plataforma C2, a mesma do Focus atual. Para o mercado chinês está disponível com motores de quatro cilindros a gasolina 1.5 e 2.0. Mais tarde virá uma versão com 241 cv. Nos planos da marca está ainda uma versão híbrida plug-in.

Deixe uma resposta

*