Mini clássicos podem ser convertidos em elétricos

Mini Recharged

Projeto oficial Recharged possibilita encaixar um motor de 122 cv.

A Mini começou por testar a reação do público de um modelo clássico totalmente elétrico no Salão de Nova Iorque de 2018. Agora, a marca decidiu alocar um conjunto de funcionários da fábrica de Oxford, no Reino Unido, à adaptação de Mini clássicos em modelos “zero emissões”.

O projeto destes “electromod” chama-se Recharged e passa essencialmente pela substituição do motor a gasolina por um motor elétrico de 90 kW/122 cv. Graças a ele, estes Mini clássicos com nova vida conseguem acelerar de 0 a 100 km/h em cerca de 9 segundos (mais rápido do que um Cooper S original). Ao motor alia-se uma bateria de “alta voltagem” até 6,6 kWh de capacidade capaz de proporcionar sensivelmente 160 km de autonomia. Segundo o fabricante, estas conversões são reversíveis, dado que é o motor original é preservado.

Visualmente, com exceção da porta de carregamento e um painel de instrumentos retro, que passa a exibir a temperatura do motor, a autonomia, velocidade e a relação de caixa, tudo o resto mantem-se fiel ao original. A Autocar avança que o processo da reconversão deverá custar cerca de 35 mil euros ou 60 mil euros incluindo também o carro clássico.

Deixe uma resposta

*