Este Ferrari F40 poderá valer 2,5 milhões de euros

Ferrari F40

Trata-se de um dos 213 exemplares construídos com especificação americana.

No próximo dia 4 de março será leiloado em Amelia Island (Florida, EUA), no âmbito do Amelia Concours d’Elegance, pela mão da Gooding & Company, um exemplar de 1991 do Ferrari F40. De acordo com as estimativas, esta unidade poderá ser arrematada entre 2,1 e 2,5 milhões de euros.

O F40, o último projeto dirigido pessoalmente por Enzo Ferrari, serviu para assinalar os 40 anos da marca de Maranello. Influenciado pelo 288 GTO Evoluzione e desenvolvido com a participação nos ralis de grupo B em mente, o F40 assumiu-se como um portentoso carro de estrada e não um modelo de pista. O desenvolvimento do supercarro foi entregue a Nicola Materazzi, o engenheiro mecânico que foi responsável pela construção do Lancia Stratos e do 288 GTO. O F40 é um exemplo perfeito dos valores da Ferrari, apoiando-se numa potência elevada, baixo peso e aerodinâmica aprimorada. A carroçaria, feita de materiais compósitos e desenvolvida em túnel de vento, foi construída por Scaglietti e tinha o objetivo de reduzir o efeito de arrasto ao máximo. Atrás, destacava-se uma asa traseira de grandes dimensões e icónicas são também as jantes Speedline de 17 polegadas que escondem discos de travão ventilados da Brembo de 33 cm. Nota também, entre outras particularidades, para o capot ondulado, para os faróis escamoteáveis, entradas de ar NACA e óculo traseiro em policarbonato. Debaixo do capot estava um motor V8 2.9 biturbo capaz de debitar nas rodas traseiras 478 cv às 7000 rpm e 577 Nm às 4000 rpm. Surgindo acoplado a uma caixa manual de cinco velocidades, este motor tinha quatro válvulas por cilindro, lubrificação por cárter seco e dois turbos IHI arrefecidos a água. Tal como o 288 GTO, o carro tinha um chassis tubular em aço e uma suspensão de configuração de triângulos sobrepostos. O peso foi reduzido graças à utilização de componentes em fibra de carbono, nomeadamente o piso, a antepara dianteira ou o tablier. Isto resulta num modelo com apenas 1100 kg. O F40 anuncia 0-100 km/h em 4,1 segundos e uma velocidade máxima de 325 km/h.

Ao todo, a marca do Cavallino Rampante produziu apenas 1315 exemplares do F40. O modelo que vai ser leiloado é dos 213 construídos com a especificação para os EUA. Esta unidade vem pintada na cor Rosso Corsa e tem interior Stofa Vigogna, contando com uma suspensão não ajustável, conversores catalíticos e ar condicionado. O carro em questão esteve sempre nos EUA. Foi comprado por Harold W. Sherrill, natural de Hickory (Carolina do Norte). Mudou de dono em 2013, para as mãos de Michael Grondahl, de New Hampshire, que realizou uma revisão profunda ao carro. Em março de 2018, o F40 foi comprado pelo atual dono. Atualmente, o carro tem 6081 km no odómetro e tem certificação Ferrari Classiche.

Deixe uma resposta

*