Mercedes-AMG G63 4×4² traz motor V8 com 585 cv

Mercedes-AMG G 63 4x4²

“Off-roader” de edição limitada conta com jantes de 22 polegadas.

Depois do sucesso do G 500 4×4², uma edição de colecionador, agora é a vez do G63 4×4². Isto significa que apesar de ter o mesmo motor, esta versão mais extrema do “off-roader” beneficia do selo Mercedes-AMG, algo que se pode confirmar através dos logótipos no avental dianteiro e na zona lateral. A dupla ponteira de escape (assinada pela divisão desportiva sediada em Affalterbach) surge colocada à frente das rodas posteriores, como é habitual nos Classe G da AMG. Destaque ainda para as embaladeiras, para a cobertura da roda suplente em fibra de carbono e para as jantes forjadas de 22 polegadas pintadas em preto mate e com acabamento de alto brilho. Neste G63 especial é possível optar entre 40 cores exteriores exclusivas, além de um leque vasto de personalizações. Entre elas constam os bancos revestidos em couro nappa com pespontos em forma de diamante e o piso da bagageira em madeira. Além disso, há um compartimento de arrumação no tejadilho com uma escada traseira, disponível no pack Night, e faróis adicionais em LED.

Este G63 também conta com as suas capacidades para todo o terreno otimizadas, com uma altura ao solo de 351 mm (em vez dos 238 mm do G convencional), além da inclusão de duas molas e amortecedores por roda, assim como eixos de portal. É capaz de passagem a vau vai até 910 mm e de superar um ângulo de ataque aumentado para 40 graus (mais 27 graus que o G63 normal).

Por dentro, este G “hardcore” adota alguns elementos do novo Classe S. destaque para o cockpit bipartido (com um ecrã 4×4² específico para a instrumentação digital de 12,3 polegadas) e para volante desportivo de fundo plano e revestido em Dinamica. A isso junta a luz ambiente no tablier e nas saídas de ventilação. Outro destaque vai para o espelho retrovisor digital. Existem também aplicações em fibra de carbono e o novo sistema de infotainment MBUX.

Debaixo do capot deste modelo de tração integral permanente consta o motor V8 4.0 biturbo com 585 cv e 850 Nm, que surge acoplado a uma caixa automática de nove velocidades. Anuncia consumos próximos dos 20 l/100 km e emissões de CO2 de 456 g/km. Para já, não existem informações acerca do preço, apenas que será uma edição de produção limitada.

Deixe uma resposta

*