Aston Martin anuncia Rapide AMR

View Gallery 10 photos

Com mais potência, atingindo os 603 cv, esta série limitada conta com afinações específicas da suspensão e aerodinâmica aprimorada.

Depois do DB11 AMR, a Aston Martin aposta num novo modelo que bebe inspiração no universo da competição. Agora é a vez do Rapide AMR materializar-se depois do concept car mostrado no Salão de Genebra de 2017. Limitada a 210 unidades e com início das entregas previstas para o outono esta versão AMR da berlina tem um preço de 194.950 libras. Conta com 603 cv debitados do motor V12 6.0 naturalmente aspirado (mais 50 cv que o Rapide S), uma grelha que remete para o Vantage AMR Pro de pista e luzes diurnas de formato circular similares às dos mais recentes Zagato. As prestações anunciadas de 0-100 km/h mantêm-se nos 4,2 segundos, mas a velocidade máxima aumentou para os 330 km/h.

O aumento de potência foi obtido com um fluxo de ar aprimorado para o motor, em virtude da utilização de coletores maiores, mas também com uma nova calibração do motor e da caixa de velocidades. O Rapide AMR beneficia ainda de uma suspensão com uma afinação mais orientada para um comportamento desportivo, 10 mm mais baixa que a do Rapide S, e de uma aerodinâmica otimizada, utilizando um lábio em fibra de carbono, saias, difusor traseiro e spoiler na tampa da mala. O capot também ganha uma nova entrada de ar em fibra de carbono. Esta série limitada traz travões carbocerâmicos, jantes de 21 polegadas (uma estreia na Aston Martin) e pneus Michelin Super Sport. Os discos de travão têm 400 mm à frente com pinças de seis êmbolos e 360 mm atrás com pinças de quatro êmbolos.

Disponível em três combinações de cores exteriores (Standard, Silhouette e Signature – esta última com direito a um esquema que conjunta a pintura exterior Stirling Green com riscas e detalhes em lima, que o aproximam dos modelos de competição da marca britânica), esta versão AMR tem no interior a consola central em fibra de carbono, bancos em alcantara (uma estreia no Rapide) com logótipos específicos embutidos e uma placa alusiva a esta edição nas soleiras das portas.

O Rapide S será descontinuado em 2020 e será substituído de certa forma pelo primeiro SUV da marca, o DBX, dirigido sobretudo ao mercado chinês.

Deixe uma resposta

*