Aston Martin DB5 de 007 regressa em série limitada

Aston Martin DB5 vai voltar a ser produzido View Gallery 2 photos

Serão produzidas 25 unidades do carro que ficou sobretudo famoso por ter sido utilizado pelo espião mais famoso do mundo do cinema no filme “Goldfinger”.

A Aston Martin vai recriar o lendário DB5 utilizado por James Bond no filme “Goldfinger” de 1964, que contou como protagonista Sean Connery. O modelo britânico terá uma produção limitada a 25 unidades, a um preço de 3 milhões de euros (antes de impostos). Esta recriação do modelo utilizado no filme foi desenvolvida em conjunto entre a marca britânica e a EON Productions, a empresa responsável pelos filmes de 007, e serão construídos pela Aston Martin Works. Esta edição numerada continuará a série como se estas unidades tivessem sido feitas nos anos 1960 – tal como sucedeu recentemente com a recriação do DB4 GT. As 25 unidades receberão a pintura Silver Birch, igual ao modelo específico utilizado no filme. As especificações também serão iguais às originais, com apenas algumas alterações de modo a conferir maior fiabilidade e qualidade, de acordo com a marca.

Contudo, este DB5 não será “road legal”, sobretudo devido aos vários acessórios e “gadgets” funcionais utilizados pelo espião mais famoso da sétima arte incluídos no seu interior. De fora ficam, no entanto, os bancos ejetáveis. As primeiras entregas estão previstas para 2020.

O DB5 não foi propriamente um sucesso comercial, tendo registado apenas pouco mais de uma centena de unidades comercializadas entre 1963 e 1965. Mas a sua aparição na saga James Bond, que incluiu ainda “007: O amanhã nunca morre” (1997), “Casino Royale” (2006) e “007: Skyfall” (2012), eternizaram o modelo da Aston Martin.

Deixe uma resposta

*