Range Rover Sport HST estreia sistema “mild hybrid”

Range Rover Sport HST View Gallery 11 photos

A edição especial conta com um novo seis cilindros 3.0 a gasolina híbrido a debitar 400 cv.

A Jaguar Land Rover desenvolveu um sistema híbrido convencional com base num novo motor Ingenium de seis cilindros em linha 3.0 e resolveu estreá-lo numa edição especial Range Rover Sport HST com 400 cv e 550 Nm. Esta versão, que vem substituir outra com o mesmo nome que contava com um antigo motor V6, já está disponível para encomenda começando nos 124.214 euros. Segundo a Land Rover, o novo sistema, que recebeu a designação MHEV, promete mais performance e mais refinamento, ao mesmo tempo que melhora os consumos e as emissões. Segundo a marca britânica, o novo motor permite reduzir as emissões de CO2 em 12% e as emissões de partículas nocivas em 75% face ao V6 anterior. Apoiado numa caixa automática de oito velocidades e num sistema de tração integral, o “mild hybrid” Range Rover Sport HST conta com um compressor elétrico capaz de atingir 120.000 rpm em meio segundo, eliminando o atraso de resposta do turbo de dupla entrada. Em causa está um sistema apoiado por um sistema elétrico de 48V que aproveita a energia proveniente da travagem regenerativa, que proporciona um “boost” de binário ao motor e aciona o sistema start & stop. Anuncia 0-100 km/h em 6,2 segundos e uma velocidade máxima de 225 km/h, consumos de 10,7 l/100 km e emissões de CO2 de 245 g/km, à luz do novo ciclo WLTP.

Esteticamente, o Range Rover Sport HST conta com uma combinação exclusiva de cores no exterior, aplicações em fibra de carbono, pinças de travão vermelhas, jantes específicas, grelha redesenhada, entradas de ar laterais e tampa da mala reconfigurada. Por dentro, há um punho da caixa e volante revestidos a alcantara, bancos em couro vermelho e preto com 16 níveis de ajuste, patilhas no volante cromadas e logótipos específicos . Em termos de equipamento, destaque para as molas ajustáveis e amortecedores ativos, sistema Terrain Response 2 que permite “ler” a estrada e, em antecipação, ajustar em concordância o chassis e o funcionamento do sistema propulsor.

Este sistema híbrido sem ligação à tomada será importante na estratégia a breve prazo da “eletrificação” da Jaguar Land Rover. Até 2020, o grupo quer todas as gamas com uma versão “eletrificada”.

Deixe uma resposta

*