Ferrari híbrido de motor central chega este ano

Ferrari 488 Pista

Feito com base numa nova plataforma, o supercarro será mais potente e terá mais binário que o 488 Pista.

A Ferrari vai lançar este ano seu primeiro híbrido de motor central V8. Louis Camilleri, o atual homem forte da marca de Maranello, adiantou esta informação à Automotive News Europe, e nada mais disse. Contudo, no início de março, no Salão de Genebra, na Suíça, será possível saber mais sobre este modelo mistério, já visto por diversas vezes em testes em circuito. O projeto começou a ser falado ainda em 2016 pelo malogrado Sergio Marchionne, que na altura disse que um novo modelo híbrido estaria pronto em 2019.

Existe a possibilidade de o projeto do híbrido poder posicionar-se acima do atual 488, o modelo de acesso da Ferrari, sobretudo em termos de preço, de forma a incrementar os lucros da marca. É possível que este modelo recorra um motor de coloação central V8 auxiliado por um conjunto de baterias. Resta saber se este será um híbrido plug-in ou, na tradição mais recente da marca italiana, um híbrido com sistema KERS. Certo é que o novo híbrido terá mais potência e binário que o 488 Pista (na imagem). Recorde-se que Camilleri diz que pretende ter 60% da gama híbrida até 2022.

Para 2022, está previsto um Ferrari 100% elétrico. Contudo, isso não invalida que a marca italiana não esteja a investir nos motores térmicos maiores, incluindo o V12 e o V8. Foi Camilleri que o garantiu. A juntar a isso, estar a ser desenvolvida uma nova caixa de dupla embraiagem.

Contudo, independentemente do rumo a tomar, especula-se que o “senhor que se segue” na casa de Maranello, que será apresentado já no Salão de Genebra, poderá ser uma versão mais “picante” do 812 Superfast. Mas há quem fale também que o modelo a estrear no mais prestigiante salão europeu será mesmo o sucessor do 488, contudo, sem qualquer tipo de “eletrificação”, recorrendo um convencional V8 ou mesmo a um V12.

Deixe uma resposta

*