Mazda apresenta SUV híbrido CX-30

Mazda CX-30 View Gallery 10 photos

Revelado em Genebra, o modelo de formato coupé encaixa entre o CX-3 e o CX-5.

A Mazda aproveitou a sua presença na edição deste ano do Salão de Genebra, que abriu hoje as suas portas aos jornalistas, para nos brindar com uma estreia mundial: o CX-30. Trata-se de um SUV de formato coupé, com lançamento previsto até ao final do ano, que se posiciona estrategicamente entre dois modelos de aspeto mais “tradicional” dentro da estética Kodo atual da marca nipónica, o CX-3 e o CX-5. Além dos detalhes de aspeto mais aventureiro caraterísticos dos SUV, como as proteções da carroçaria em preto, o CX-30 acrescenta farolins traseiros de formato afilado, sendo que existe em opção faróis dianteiros em LED e “piscas” progressivos. Feito com base na nova plataforma Skyactiv-Vehicle Architecture, a mesma do novo Mazda 3, o CX-30 é um concorrente apontado ao Nissan Qashqai. Tem 4395 mm de comprimento, 1795 mm de largura e 2655 mm de distância entre eixos, o que faz dele ligeiramente mais comprido e mais largo face à geração atual do crossover CX-3. A mala anuncia 430 litros de capacidade, sendo que a abertura elétrica é opcional.

A gama de motores deste novo SUV, que segundo a marca será vital em termos de vendas globais, será formada por opções a gasolina (todas com um sistema híbrido M Hybrid, combinado com um motor elétrico e uma bateria de iões de lítio de 24 V) e Diesel, com versões de caixa manual e automática de seis velocidades. Receberá ainda o novo gasolina Skyactiv-X, dotado de um sistema de ignição por compressão, já anunciado no Mazda 3 com 178 cv e 222 Nm. Existirá ainda uma opção 4×4 com o sistema i-Activ AWD associado ao sistema de vectorização de binário GVC Plus.

Por dentro, o novo SUV da Mazda conta com um habitáculo focado no condutor, bipartido e em forma de asa. Num ambiente que mistura mostradores analógicos e digitais, ao centro pontifica um ecrã de acesso ao sistema de infotainment com 8,8 polegadas. Trata-se de um novo sistema, que promete ter uma utilização mais intuitiva, compatível com Apple CarPlay e Android Auto.

Deixe uma resposta

*