Novo Peugeot 2008 traz versão elétrica

Peugeot 2008 View Gallery 11 photos

Disponível a partir do final do ano, a segunda geração do crossover é 14 cm mais comprida.

A Peugeot revelou a segunda geração do 2008, que estará à venda no final do ano. Com 4,30 metros de comprimento, o novo modelo é 14 cm mais comprido que o antecessor (e apenas 150 mm mais curto face ao 3008) e 20 mm mais baixo e de ter uma distância entre eixos 60 mm superior – o que se reflete sobretudo num aumento da distância entre eixos. A mala cresceu para os 434 litros de capacidade (em vez dos 338 litros da geração precedente), incluindo na nova versão elétrica. Produzido em Vigo (Espanha), o novo 2008 recorre à nova plataforma modular CMP, a mesma do 208, Opel Corsa e DS 3 Crossback. Todos os modelos são de tração dianteira, mas existe a opção de um sistema de controlo de tração Grip Control que permite adaptar o chassis a pisos mais irregulares.

A gama é composta pelo motor 1.2 de três cilindros turbo Puretech a gasolina com opções de 100, 130 e 155 cv e o 1.5 de quatro cilindros turbodiesel BlueHDi de 100 e 130 cv. A caixa automática de oito velocidades é de série nas versões a gasolina e Diesel mais potentes e opção à caixa manual de seis velocidades no Puretech de 130 cv. Além disso, há a assinalar a estreia absoluta do elétrico e-2008. Com 136 cv e uma bateria com 50 kWh de capacidade, recorre ao mesmo sistema do igualmente novo Peugeot e-208. Contudo, anuncia uma autonomia até 310 km, em vez de 340 km. Carrega em 16h numa tomada doméstica e entre 5 a 8 horas dependendo se o ponto de carga for a 7,4 kW ou a 11 kW. Numa tomada de 100 kW, carrega 80% das baterias em meia hora.

Esteticamente, a versão elétrica distingue-se da restante gama pela grelha redesenhada da cor da carroçaria, logótipos específicos, revestimentos em alcantara Gris Reveal na versão GT e serviços Easy-Charge, Easy-Move e Serenity. O novo 2008 está alinhado por propostas recentes da marca de Sochaux, nomeadamente o 208 e o 508, como por exemplo, com a assinatura luminosa a imitar os dentes e garras de um leão. Por dentro, a Peugeot introduziu a mais recente geração do i-cockpit, mantendo o volante de dimensões reduzidas e o sistema de infotainment com ecrã de 10 polegadas similar ao do 508, acrescentando um painel de instrumentos com efeito 3D. A informação da velocidade e de segurança é projetada em jeito de holograma por cima da instrumentação convencional, com vista a melhorar o tempo de reação do condutor. O novo modelo é compatível de série com os sistemas Apple Carplay e Android Auto, possuindo um sistema de carregamento sem fios para smartphone.

Existem quatro níveis de equipamento: Active, Allure, GT Line e GT. As versões GT Line, com motor Diesel de 130 cv e a GT gasolina de 155 cv têm faróis em LED, teto em preto Black Diamond, pilar C com serigrafia e dupla ponteira de escape. A versão GT traz jantes de 18 polegadas (1 kg mais leves por roda). No habitáculo, dispõe de pedais em alumínio, forro do tejadilho em preto e pespontos em verde. As versões de topo GT Line e GT contam com aplicações em alcantara e couro, luz ambiente personalizável e jantes de 18 polegadas. Entre as tecnologias de segurança, destaque para o cruise control adaptativo com assistente de permanência na faixa de rodagem e função stop & go (este último nas versões com caixa automática), assistente de estacionamento semiautomático e travagem autónoma de emergência. O travão de estacionamento é elétrico, possui navegação Tom Tom e sistema de som Focal com 10 altifalantes. Entre os opcionais constam o teto panorâmico e quatro tomadas USB.

Deixe uma resposta

*