Audi desvenda R8 LMS GT2

Audi R8 LMS GT2 View Gallery 11 photos

Com 640 cv, o novo modelo de competição para clientes estará disponível para a nova categoria a partir de 2020.

A Audi Sport apresentou o seu novo modelo de competição, o R8 LMS GT2, no Festival de Goodwood, no Reino Unido. Trata-se de um novo modelo para condutores amadores que estará disponível em 2020 para a nova categoria de uma nova competição que será organizada pelo SRO Motorsports Group, entre a Europa e os EUA, na qual estará envolvido o Porsche 911 GT2 RS Clubsport, entre outros. Esta classe, que ficará entre as atuais GT3 e GT4, apresenta modelos com menos foco na aerodinâmica, mas permite um nível de potência que pode chegar aos 700 cv (ao invés dos GT3 que se cingem aos 560 cv), o que favorece especialmente as acelerações em reta.

O motor deste R8 é o conhecido V10 5.2 naturalmente aspirado a debitar 640 cv (a mais potente de sempre deste desportivo e com mais 20 cv que o modelo de série), a funcionar em conjunto com uma caixa de dupla embraiagem de sete velocidades. Para alcançar esta potência adicional, os engenheiros alemães efetuaram uma reprogramação do motor e beneficiam do efeito aerodinâmico da nova saliência no tejadilho. As prestações ainda não foram divulgadas, mas a marca de Ingolstadt garante que o GT2 é tão rápido como o GT3 atual. Pesa 1350 kg, menos 100 kg face ao R8 GT4. Este R8 LMS GT2 está intimamente ligado ao modelo de estrada, aliás é feito com base no R8 Spyder, recebendo elementos de outras variantes, nomeadamente o sistema de abertura de portas, proporções do cockpit e afinação do chassis. As principais novidades são o lábio dianteiro, a asa traseira, lâminas laterais salientes e para-lamas mais pronunciados. A Audi recorre a vários elementos em fibra de carbono e alumínio, a uma suspensão com afinação específica, roll-cage, cintos de segurança de competição com seis apoios e extintor. O sistema de travagem é herdado do GT3 na dianteira e do GT4 na traseira. Nota ainda para a câmara traseira que ajuda aumentar a visibilidade retirada pelo elemento aerodinâmico do tejadilho. A arquitetura elétrica foi aumentada para o nível 4, o que possibilita ajustar o ABS, controlo de tração e o controlo de estabilidade eletrónico.

O novo modelo custará 338 mil euros e as primeiras entregas estão previstas para o final do ano.

Deixe uma resposta

*