Bugatti apresenta Chiron Pur Sport

Bugatti Chiron Pur Sport

Mais leve, com maior apoio aerodinâmico e amortecimento mais firme, a nova derivação do hipercarro promete ser um “devorador de curvas”.

Depois de bater o recorde de velocidade máxima em modelos de produção com um Chiron modificado para tal desígnio, a Bugatti apresenta agora uma nova versão do hipercarro. Batizado com o nome Pur Sport, a mais recente derivação do Chiron foi desenvolvido com um único objetivo em mente: ser um desportivo puro que possua um comportamento exemplar nas curvas.

Para tal, foram realizadas diversas alterações à versão “normal”. No caso do design, este foi alterado para gerar mais “downforce” com novas entradas de ar integradas num lábio frontal de maiores dimensões, um difusor mais pronunciado e uma nova asa na traseira fixa de 1,90 metros. Quanto à afinação do chassis, foi aprimorada graças a um amortecimento mais focado na performance com as molas da suspensão 65% mais firmes à frente e 33% mais firmes atrás. O motor não sofreu modificações, continua a ser o W16 de 8.0 litros com 1500 cv de potência e 1600 Nm de binário, mas a caixa de velocidades foi afinada pelos engenheiros de forma a possuir uma relação 15% mais curta entre cada mudança, oferecendo um melhor desempenho e valores de elasticidade superiores em cerca de 40%. Foram ainda instaladas novas jantes em magnésio que asseguram uma melhor ventilação dos travões e melhor aerodinâmica.

Para além disso, a marca com sede em Molsheim não descurou o interior e instalou alcantara em grande parte das superfícies, com costuras contrastantes em tons de azul. O resultado de todas estas transformações traduz-se num maior apoio aerodinâmico, menos 50 kg de peso e uma agilidade superior que tornam o Chiron Pur Sport, segundo o Presidente da Bugatti, Stephan Winkelmann, “num hipercarro mais direcionado para a agilidade com uma dinâmica em curva fantástica”. Como seria de esperar, serão produzidos apenas 16 exemplares deste Bugatti Chiron Pur Sport que tem o arranque da produção marcado para a segunda metade de 2020. Os preços começam nos 3,2 milhões de euros.

Deixe uma resposta

*