Raw abre caminho a Koenigsegg mais barato

Koenigsegg Raw Concept View Gallery 28 photos

Protótipo tem base em carbono, três lugares e motor sem árvores de cames a debitar 700 cv. Objetivo: novo equilíbrio perfeito entre peso e potência, ao estilo do One:1.

A Koenigsegg revelou um protótipo que mostra como poderá ser o seu próximo supercarro de acesso à gama – juntando-se assim ao Regera, Jesko e Gemera. Chama-se Raw – tal como a casa de design fundada em outubro, que pertence à marca sueca – e é um modelo de três lugares que combina uma célula para os ocupantes feita em fibra de carbono com um motor inovador de três cilindros turbo com 2 litros de capacidade (ler mais em pormenor na autoDRIVE #31), desenvolvido pela parceira Freevalve. Este concept pesa 700 kg e terá 700 cv – o que significa que terá uma relação perfeita de peso/potência, uma caraterística do One:1 com 1360 cv (lançado em 2015). O motor com tecnologia Freevalve, que substitui a árvore de cames por atuadores que controlam as válvulas, estreou no início do ano no Gemera, um híbrido com 1726 cv assumindo um formato de GT de quatro lugares. Está previsto que o Raw seja capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em cerca de três segundos.

A carroçaria deste novo protótipo assinado pelo finlandês Esa Mustonen para a sua tese de doutoramento sob a supervisão de Sasha Selipanov (o responsável pelo estúdio Raw e que assume o leme do departamento de design da Koenigsegg desde outubro) é mais angular face aos Koenigsegg de produção que todos conhecemos, com uma frente retro-futurista que inclui uma barra luminosa a toda a largura. Contudo, há traços caraterísticos que se mantêm tais como o para-brisas panorâmico e o tejadilho de dupla bolha. Destaque ainda para as vistosas portas de ângulo diedro. O Raw incorpora também elementos aerodinâmicos ativos, com destaque para um difusor inspirado nos aviões a jato. Por dentro, o Raw apresenta a mesma configuração de três lugares que encontramos no McLaren Speedtail, por exemplo, com o condutor numa posição de condução central e um passageiro de cada lado logo atrás. Num ambiente que mais parece saído de um videojogo, o condutor tem apontados a si três ecrãs e um volante de formato invulgar.

A Koenigsegg beneficiou no final do ano passado de uma injeção de capital da NEVS, empresa de origem sueca/chinesa que nasceu das cinzas da Saab -, que comprou 20% das ações.

Deixe uma resposta

*