Rival chinês do Tesla Model 3 vem para a Europa

BYD Han View Gallery 3 photos

O BYD Han promete uma bateria inovadora, tecnologia 5G e anuncia 0-100 km/h em 3,9 segundos.

Uma semana depois de anunciar o Tang EV600, a BYD apresentou na Europa o Han (em homenagem à famosa dinastia chinesa), a sua nova berlina elétrica de referência que pretende rivalizar com o Tesla Model 3. Descrita como uma berlina de luxo, esta nova proposta, que será lançada primeiro na China já no final de junho, com preços a começarem entre os 45 e os 55 mil euros, segundo estimativas da marca. Chegará à Europa pouco depois.

Sabe-se para já que o Han estará disponível com configurações de um ou dois motores elétricos. Na base da gama estará uma versão de tração dianteira com 222 cv com duas opções de bateria, com 65 e 77 kWh, cuja autonomia variará entre 506 e 605 (NEDC). Existirá ainda uma versão de tração integral com um segundo motor de 272 cv no eixo traseiro – esta última versão terá menos 50 km de autonomia. O valor WLTP será conhecido aquando da sua homologação na Europa. Além da versão elétrica, a berlina também estará disponível em formato híbrido plug-in. O seu principal cartão-de-visita é o facto de anunciar 0-100 km/h em 3,9 segundos, algo possível, segundo o fabricante, graças a um sistema de controlo do motor em carboneto de silício. Uma das principais caraterísticas diferenciadoras do Han é uma bateria de fosfato de ferro e lítio, disponível em vários tamanhos, apelidada de “Blade Battery” (uma estreia em modelos de passageiros da BYD). Estas baterias com design em forma de lâmina, algo que alegadamente permite aproveitar melhor o espaço, prometem ser “ultra-seguras” e proporcionar maior longevidade. O construtor anuncia carregamentos entre 30 e 80% em 25 minutos. A nova berlina estreia também um sistema de travagem inteligente IPB da Bosch, que promete maior precisão, durabilidade e conforto.

O Han vem também equipado com uma tecnologia “DiPilot”, um assistente “inteligente” que recorre a tecnologia de conetividade 5G da Huawei. No interior com aspeto de “lounge”, ao estilo Tesla, destaca-se um ecrã de grandes dimensões a concentrar grande parte das operações, além de vários comandos digitais.

Deixe uma resposta

*